GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

China prende 22 pessoas em fraude ligada à Apple

Um grupo de 22 pessoas, das quais 20 prestavam serviços à Apple, foi preso ontem pela polícia chinesa. Segundo as autoridades, o grupo coletava e vendia informações como nomes, telefones e e-mails de usuários Apple, que eram oferecidos a terceiros por valores entre US$ 1,50 e US$ 26,50.

De acordo com a polícia, o grupo operava em quatro províncias no Sul do país, e teria faturado o equivalente a mais de US$ 7 milhões. Não se sabe se as vítimas da venda de informações eram chinesas ou estrangeiras, nem quem eram os compradores das informações. A polícia também não informou se os funcionários eram empregados da própria Apple, ou subcontratados por alguma empresa local.

A venda não-autorizada de informações pessoais é um problema crônico na China, que em junho aprovou uma lei criminalizando a prática.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s