GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Gmail não vai mais xeretar as suas mensagens

O Google acaba de anunciar que o Gmail não irá mais escanear as mensagens dos usuários para exibir propagandas relacionadas a elas. A mudança, que segundo o Google entrará em vigor até o final do ano, é uma mudança de paradigma no Gmail – desde sua criação, em 2004, o serviço foi criticado por ler os e-mails das pessoas para identificar seus temas e exibir anúncios. Isso não impediu a difusão do Gmail, que atualmente tem 1,2 bilhão de usuários, segundo o Google.

A empresa não divulgou o motivo da mudança, limitando-se a dizer que o Gmail for Business (um serviço pago, para empresas) já não lia as mensagens, e que agora o Gmail gratuito também será assim.

O Gmail continuará a mostrar anúncios – mas eles serão definidos de acordo com outras informações coletadas pelo Google, como as pesquisas que você faz no buscador, os vídeos que vê no Youtube e os sites que acessa com o navegador Chrome. Em suma: a alteração no Gmail é positiva, mas está longe de significar o fim do monitoramento na internet.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Plínio Fernando De Aguiar Filgueira

    ” Acredito que a ativação de criptografia seja o bastante para a manutenção de um sigilo que, devemos admitir, não deve ser motivo de preocupação, em se tratando de pessoas idôneas. “

    Curtir