10 sinais de que seu casamento pode acabar em divórcio

Por Atualizado em 31/05/2011

Em março, o CIÊNCIA MALUCA, bonzinho que é, apresentou pesquisas que podiam salvar o seu casamento. Bem, a festa acabou. Desta vez, o que a gente tem pra contar provavelmente não vai te ajudar muito. Reunimos 10 constatações científicas que prometem colocar o seu casamento em risco. Caso você se encontre nas estatísticas abaixo, má notícia: o estrago já está feito.  Pelo menos você não será pego de surpresa, não é?

Menor idade
Pesquisadores do Centro Nacional de Estatísticas de Saúde dos EUA dizem que, se a mulher se casa antes dos 18 anos, tem 48% de chances de acabar divorciada antes das bodas de estanho (traduzindo: o aniversário de dez anos de casório). O risco cai para 40% se a noiva se casa aos 18 ou 19 anos, para 29% se está entre os 20 e os 24, e para 24% se tem 25 ou mais.

Sexo frágil
O pessoal da Universidade de Columbia, nos EUA, comprovou que lidar com o sexo feminino não é nada fácil. Segundo eles, se o casal tem dois filhos homens, o casamento tem “apenas” 37% de chances de acabar. Se tem duas filhas mulheres, o risco de divórcio sobe para 43%.

Um passado
Se você já “juntou os trapinhos” e morou com um(a) namorado(a) antes de se casar com o marido ou esposa atual, suas chances de se divorciar são duas vezes maiores, diz um grupo de estudiosos da Universidade Estadual de Ohio, nos EUA. Viu? Foi realmente uma má ideia.

Etnia
De acordo com o Departamento de Saúde dos EUA, se você é uma mulher negra, seu primeiro casamento tem 47% de chances de acabar em divórcio. Para mulheres hispânicas, são 34%. Brancas, 32%. Asiáticas, 20%.

Na saúde e na… Ops, só na saúde
Se você, mulher, for diagnosticada com câncer ou esclerose múltipla, seja forte em dobro, porque a desgraça pode não parar por aí. Um estudo da Universidade de Utah, nos EUA, mostrou que os homens são seis vezes mais propensos do que as mulheres a abandonar a cara metade se ela fica doente. Feio, né?

Profissões de risco
Se você trabalha como dançarino ou coreógrafo, enfrenta 43% de chances de acabar divorciado. O risco é de 38% para massagistas, 22% para treinadores de animais e 19% para matemáticos.

Tá tranquilo
Agora, se você é dentista ou fazendeiro, comemore. Seu casamento tem só 8% de chances de chegar ao fim. Os engenheiros também estão na melhor, com 7%. As estatísticas vêm lá da Universidade de Radford, nos EUA.

Emburrados
Crianças que não sorriem para as fotos viram adultos com cinco vezes mais chances de se divorciarem. É que, segundo outros pesquisadores dos EUA, a falta do sorriso é um sinal de que você não é uma pessoa muito otimista e, portanto, vai ter menos habilidade para lidar com os problemas do casamento.

Mais atenção
Se você tem um filho que sofre de Distúrbio de Déficit de Atenção (DDA), suas chances de acabar divorciado crescem 23% – e isso antes de ele completar oito anos de idade. O romance vai pelo ralo graças ao estresse e aos gastos associados a criar um filho com o problema, dizem pesquisadores de universidades de Nova Iorque e da Pensilvânia, nos EUA.

Guerra declarada
Por fim, a estatística mais violenta: segundo pesquisadores dos EUA, o casamento de uma mulher que segue carreira militar tem 250% mais propensão a acabar do que se os papéis fossem invertidos e o militar fosse o marido. Sinal de que, para essa guerra, treinamento não adianta.

Leia também:
7 dicas científicas para ter um casamento feliz
Divórcio pode ser contagioso
Após um divórcio, homens ficam mais suicidas do que mulheres

  • Eu

    Concordo, não casem o amor não existe, aquele amor de dois velhinhos abracados não passa de mais um co to de fadas… O que existe é paixão, com o tempo passa e 3 hora de se afastar da pessoa… O homens são todos desgraçados e egoístas, então se você mulher se casa e depois enxerga a merda que fez pq agora está presa a um casamento onde sempre será a corna e não terá coragem de chifrar o infeliz pq é mãe e acha isso um pecado… Começa a ficar ciumenta e o casamento cada dia mais infeliz.. E quem sofre são os filhos que vcs fazem por acreditar que será igual brincar de casinha como brincavamos de boneca. Não sou rancorosa não apenas não acredito no amor, não acredito que alguém ame algume de verdade pra mim é tudo falsefade… Fora a maldita sogra que depois que você casa quer roubar a sua casa e seu filho. Diga não a casamento. O pior é que todos terão que passar para depois vê que o que leu aqui é a mais pura verdade…

  • Alex Silva

    Solução: Não case! Esse é só mais um dos projetos da existência que não deu certo. Poderia começar uma discussão pra lá de filosófica, mas estou cansado demais de pensar nisso…. No máximo, digo que acabamos casando por que temos uma necessidade que nos empurra nessa direção. Nós homens somos carentes afetivos miseráveis. A mulher, por sua vez, tem uma necessidade VITAL, biologicamente arquitetada e forçada para se reproduzir. Necessidades que se completam num sistema perfeito até que o tempo passa e percebem que apesar de tudo continuam sendo indivíduos, pessoas com vontade própria e que quase nunca aspiram pelas MESMAS coisas que o outro. No fim das contas um não encontra no outro o que sempre procurou…. A PAIXÃO HUMANA SERVE PARA UNIR AS PESSOAS INTIMAMENTE ATÉ QUE SONHEM BASTANTE E ACREDITEM NAS SUAS ILUSÕES A PONTO DE CASAREM-SE E CUMPRIREM TODO O PROTOCOLO, DEPOIS O PROBLEMA É NOSSO.
    OU A IDEIA DE CASAMENTO NÃO É COMPATÍVEL COM A REALIDADE OU A CULTURA QUE CRIAMOS PARA NÓS É QUE NÃO DÁ SUPORTE AO CASAMENTO.
    DIGO POR EXPERIÊNCIA PRÓPRIA QUE DOU GRAÇAS A DEUS E ME ARREPENDO TODOS OU DIAS POR TER ENTRADO NUM CASAMENTO HÁ DEZ ANOS. É COMO SER ATRAVESSADO TODOS OU DIAS POR UMA ONDA SENOIDAL DE ALTA ENERGIA, UMA CORRENTE ALTERNADA QUE INVERTE A POLARIDADE DOS TEUS PENSAMENTOS UM MILHÃO DE VEZES POR DIA, TE DEIXA COM A CABEÇA QUENTE E DEFORMA OS FRAGMENTOS QUE COMPÕEM A TUA VISÃO DE MUNDO. É COMO PASSAR A VIVER DENTRO DE UMA MONTANHA RUSSA.

  • Ramon

    Casei com 23 e ela com 27 me arrependo desde 2 dias antes do casamento so nao falei NAO quando deveria porque queria comer o bolo primeiro