Blogs

Posts da categoria ‘casamento’


Homens que limpam a casa são mais felizes

26 de setembro de 2012

Que sucesso de pesquisa. Preste atenção, leitor. Se você divide um teto com a sua namorada, ou esposa, e costuma deixar as tarefas de lavar a louça, passar a roupa e arrumar a cama sempre para ela, é melhor mudar de atitude. Pelo seu próprio bem.

A recomendação vem de um estudo da Universidade Umeå, na Suécia, que acompanhou a vida de 723 pessoas ao longo de 26 anos. Os homens que não dividiam os afazeres domésticos com a parceira sofriam mais problemas psicológicos, como ansiedade, nervosismo, e problemas de concentração. Até sofriam com palpitações cardíacas (que é a sensação de sentir o coração parar por um segundo). Já aqueles que topavam fazer metade dos serviços eram mais tranquilos e felizes.

As mulheres também se dão mal com esse desequilíbrio na divisão das tarefas. O excesso de trabalho doméstico pode deixá-las mais vulneráveis às doenças.

Segundo a pesquisa, esses problemas só acontecem por conta dos papéis associados a cada gênero. “Muitos homens entrevistados disseram que estavam cansados de consertar o carro, por exemplo, mas se sentiam presos a essas tarefas, por conta do estereótipo masculino”, conta a pesquisadora Lisa Harryson. A saída, diz ela, é bater um papo com o parceiro e colocar um fim nessas bobeiras.

É pela felicidade de vocês. E pela saúde de suas amadas.

Crédito da foto: flickr.com/78438407@N07

Leia também:
Limpar a casa pode fazer mal para a saúde
Mulheres são mais preguiçosas do que homens
Arrumar a cama faz mal à saúde


Beber vinho deixa o casamento mais feliz

24 de setembro de 2012

Conselho dos bons: se o casamento anda mal, invente umas noitadas de vinho com o parceiro. Casais que bebem pelo menos uma garrafa da bebida por semana são mais felizes do que os abstêmios. A dica é de uma pesquisa da Universidade de Otago, na Nova Zelândia.

Os pesquisadores perguntaram a 1,5 mil casais sobre consumo de álcool e felicidade no relacionamento. As mulheres que bebiam pelo menos um dia na semana com os maridos tinham 4 vezes mais chances de mostrar satisfação com o casamento, em comparação com quem não bebia. Entre os homens, a chance de ser feliz era 3 vezes superior a de quem nunca tomava vinho com o parceiro.

Mas não dá para exagerar na dose. Os casais mais felizes bebiam moderadamente – 91% se disseram muito satisfeitos com a vida a dois. O grupo mais infeliz, claro, era aquele composto por um beberrão e outro abstêmio – só em 46% dos casos a vida era satisfatória. Já entre os casais que nunca bebiam nada, 69% das pessoas eram felizes.

Os pesquisadores ainda não sabem justificar a relação entre vinho e felicidade. Mas dá para imaginar, né? Sem não houver exagero, você vai criar um momento a mais de prazer com o parceiro. Não tem como dar errado…

Crédito da foto: flickr.com/clementdague

Leia também:
Casais que bebem juntos têm menos problemas
Álcool pode te deixar mais esperto
Quem gosta de cerveja é mais propenso a topar sexo no primeiro encontro


Mulheres passam a beber mais depois do casamento

21 de agosto de 2012

Vida tranquila depois do casamento? Só se for para os homens. Depois do casório, as mulheres tendem a beber ainda mais.

Uma pesquisa da Universidade de Cincinnati, nos Estados Unidos, avaliou os dados de uma longa pesquisa americana, com 5 mil alunos do ensino médio ao longo de quase 50 anos. Eles foram entrevistados mais três vezes: aos 35, 53 e aos 64 anos. E, no fim das contas, a equipe da universidade constatou que as mulheres casadas bebiam mais do que na época de solteira. Já os homens casados bebiam menos – mas depois do divórcio enfiavam o pé na jaca e bebiam todas.

Liderados por Corinne Reczek, professora de sociologia, os pesquisadores selecionaram 120 destes participantes para entender os motivos da bebedeira. E descobriu que as mulheres aumentam as doses por influência dos maridos, enquanto eles diminuem o consumo de álcool para acompanhá-las. Entre o pessoal divorciado, bom, dá para imaginar o que os levou a beber mais.

Será que é assim mesmo com as mulheres? Eu jurava que as bebedeiras diminuíam depois desse negócio de casar.

Crédito da foto: flickr.com/seanmolin

Leia também:
Morar junto antes de casar aumenta chances de divórcio
Esposas magras são segredo de casamento feliz
7 dicas científicas para ter um casamento feliz


Pesquisadores criam fórmula que prevê duração dos casamentos de famosos

16 de março de 2012

E dizem eles que funciona. Eles, no caso, são o jornalista John Tierney, repórter de ciência do jornal New York Times, e o estatístico Garth Sundem.

A fórmula, que já previu corretamente o divórcio de casais como Britney Spears e Kevin Federline (na foto), Demi Moore e Ashton Kutcher e Pamela Anderson e Kid Rock (e acertou que outros, como Ben Affleck e Jennifer Garner, continuariam juntos), é a seguinte:

P = o número de vezes que os dois já foram casados antes
Ab = a idade dele
Ag = a idade dela (biológica, não cosmética) (hehe)
Gb = o número de resultados para o nome dele no Google, em milhões
Gg = o número de resultados para o nome dela no Google, em milhões
S = nas primeiras 5 fotos que aparecem quando você joga o nome dela no Google, em quantas ela está vestida sensualmente
D = há quantos meses eles se conheciam antes do casamento
T = para descobrir as chances de o casamento durar 1 ano, colocar 1; para as chances de durar 5 anos, colocar 5 etc.

Bliss é o percentual de chance de o casamento durar pelo período escolhido.

Coisinha simples, né? Recentemente, a dupla propôs uma versão atualizada da equação — que, apesar de ter acertado em vários casos, também erra de vez em quando, como quando apontou que o casamento de Tom Cruise e Katie Holmes (que segue firme) não iria longe.

A nova versão substitui a contagem dos resultados do Google por outro índice: o número de menções no New York Times (considerado uma fonte séria) dividido pelo número de menções no National Enquirer (um tablóide mais dedicado a fofocas e escândalos).

“Essa é uma grande melhoria na equação. No fim das contas, não é a fama geral que importa, e sim o tipo de fama“, explica Garth Sundem — ou seja, quanto mais figurinha carimbada dos tablóides o pessoal for, menor a chance de ficar casado por muito tempo.

Crédito das fotos: divulgação; New York Times

Leia também:
Ganhar um Oscar de Melhor Atriz aumenta as chances de a mulher se divorciar

Casamentos arranjados são mais felizes
Cientista cria fórmula matemática que mostra quem vai ganhar a Copa


Retomar o namoro com o ex é cilada

29 de fevereiro de 2012

Lá no fundo, todo mundo sabe disso. É provável que, mesmo assim, você já tenha pensado em voltar a investir em um relacionamento que acabou. Talvez já tenha até mandado alguns e-mails desesperados no meio da madrugada. Pôxa, mas vocês formavam um casal tão bacana. Esse tempo separados deve ter mudado alguma coisa. Se voltarem, dessa vez, as coisas vão ser melhores. Têm que ser. E é tão ruim ficar só. Vale a pena tentar, né?

Não, amigos, é uma má ideia. É UMA MÁ IDEIA. E não sou eu quem diz: a pesquisadora Amber Vennum, da Kansas State University (EUA), analisou casais que terminaram e depois retomaram o relacionamento e constatou que o resultado quase nunca é legal.

Logo de cara, a maioria tendia a ser especialmente impulsiva — tomavam decisões como morar juntos, por exemplo, mais rápido, talvez para compensar o tempo perdido. E aí a chance de tudo ir pelo ralo era maior. Além disso, as pessoas em relacionamentos cíclicos (o famoso vai e vem) se declaravam menos satisfeitas com o parceiro, tinham autoestima mais baixa, mais problemas de comunicação e estavam menos seguras sobre o futuro da relação.

Segundo Amber, a maioria dos casais volta a ficar junto após um término porque um acredita que o outro mudou e que a comunicação melhorou — mas isso costuma ser uma ilusão. No estudo, casais que terminaram, voltaram e acabaram se casando já começaram o casamento cheios de incertezas, menos felizes e mais propensos a brigar (e a se separar já nos primeiros 3 anos de papel passado) do que os que ficaram juntinhos desde o começo.

A dica da pesquisadora para os pombinhos que não deram certo uma vez, então, é bem clara e direta: “não voltem”, diz ela.

E aí, o que você acha? Já viveu alguma história parecida?

(Via Gizmondo, dica do @todearaujo) ;)

Crédito da foto: flickr.com/tamburix

Leia também:
10 sinais de que seu casamento pode acabar em divórcio
Sadomasoquismo faz bem para o relacionamento
Mulheres se interessam mais por homens comprometidos


Página 4 de 6123456