Blogs

Posts da categoria ‘relações’


Sobre o que você deve falar (ou não falar) em um primeiro encontro?

3 de fevereiro de 2012

Fale sobre viagens. Conte das suas últimas férias, do que viu em outros países, das aventuras que viveu. Mostre como você é viajado e legal. Mas evite falar sobre cinema — a não ser que você queira arriscar terminar a noite como o casal da foto.

Quem dá a dica é o psicólogo inglês Richard Wiseman, da Universidade de Hertfordshire (Reino Unido). No livro Esquisitologia: a estranha psicologia da vida cotidiana, ele conta os resultados de um estudo que analisou o sucesso de primeiros encontros a partir dos assuntos mais abordados pelos casais.

Menos de 9% das duplas que falaram sobre seus filmes preferidos demonstraram interesse em sair juntos de novo. É que homens e mulheres, em geral, têm gostos bem diferentes. Por exemplo, 49% deles disseram gostar de filmes de ação. Entre elas, só 18%. E musicais? 29% das mulheres eram fãs, mas apenas 4% dos homens curtiam.

Já quando o tópico era viagens, o sucesso do encontro era maior. Wiseman explica que ouvir sobre as experiências do outro em lugares bacanas faz ele parecer mais atraente aos nossos olhos. Entre os casais que falaram sobre isso, 18% se curtiram.

Mas, pensando aqui, o número é bem baixo mesmo assim, né? Mesmo o assunto mais interessante oferece apenas 18% de sucesso? Namorar não é fácil, definitivamente.

Crédito da foto: flickr.com/ben_pollard

Leia também:
Quem gosta de cerveja é mais propenso a topar sexo no primeiro encontro
Sadomasoquismo faz bem para o relacionamento
Como homens feios conseguem conquistar mulheres bonitonas?


Como homens feios conseguem conquistar mulheres bonitonas?

15 de dezembro de 2011

Tem casais por aí que a gente acha que nem a ciência explica, mas olha só, explica sim.

De acordo com um estudo do Williams College (EUA), os caras feios, esquisitões, com jeito de foreveralone (tipo o Howard de The Big Bang Theory) tendem a se achar mais bonitos do que são. Quanto mais atraente uma mulher é, mais chances eles acham que têm de ficar com ela.

Cerca de 200 voluntários participaram dos testes, que foram assim: primeiro, todos eles tiveram que dar uma nota de 1 a 7 para a própria aparência; depois, conversaram por 3 minutos com 5 pessoas do sexo oposto, e avaliaram também a aparência de cada uma delas — além disso, disseram o quanto achavam que elas tinham ficado interessadas neles.

No fim, os rapazes bonitões tiveram uma noção mais realista das coisas, avaliando a própria beleza e o interesse alheio com maior precisão. Já os feios se julgaram mais bonitos do que a opinião geral, e sentiram que seus pares os curtiram mais do que os números mostraram.

Segundo os pesquisadores, esse excesso de autoconfiança incentiva os esquisitões a irem para o ataque e, muitas vezes, a serem insistentes. Uma hora, eles se dão bem com as belas.

Crédito da foto: divulgação

Leia também:
Esposas magras são segredo de casamento feliz
Gente bonita é mais malvada – e gente malvada ganha mais dinheiro
Feios têm mais chances de ser condenados no tribunal


Mulheres fazem homens comerem mais

8 de dezembro de 2011

E os homens, por sua vez, fazem as mulheres comerem menos. Quem diz são pesquisadores das universidades de Akron e da Pensilvânia (EUA), que sentaram em um restaurante popular e ficaram observando com quem e o quanto os frequentadores comiam.

Constataram que, quando as mulheres dividiam a mesa com outras mulheres, ingeriam, em média, 833 calorias. Na companhia de homens, apenas 721 calorias.

Com os homens, acontecia o inverso: perto de outros homens, eles comiam cerca de 952 calorias. Mas quando estavam com mulheres, devoravam 1162.

Todo mundo disse que não tinha propositalmente pegado mais ou menos comida por causa da companhia. O estudo supõe que, no caso das mulheres, a explicação pode estar naquelas velhas normais culturais que dizem que elas devem ser mais frágeis e delicadas do que eles — e isso inclui comer menos. Seguindo a lógica, a ingestão de mais calorias pode ser, para os homens, uma forma de parecer mais másculo.

Tudo isso, inconscientemente. Será? Já percebeu se isso acontece com você?

Crédito da foto: flickr.com/yannaudras

Leia também:
Quando têm fome, homens preferem mulheres mais velhas
Mulheres gordinhas fazem mais sexo
Homens ricos gostam de mulheres magras; pobres preferem gordinhas


Tuiteiros têm relacionamentos mais curtos

21 de outubro de 2011

Vida amorosa em 140 caracteres: uma nova pesquisa do site de relacionamentos OKCupid, que mapeou o histórico amoroso, a média de tempo passado no Twitter todos os dias e a idade de mais de 800 mil usuários, mostra que os casais tuiteiros ficam juntos por menos tempo.

A diferença é pequena — em média, um mês, em todas as faixas etárias –, mas “mensurável e consistente”, aponta o site. Dá uma olhada no gráfico.

Os dados não vêm com a devida explicação científica — afinal, o OkCupid não é um site de ciência —, mas os responsáveis pela pesquisa arriscam uma interpretação: o Twitter, assim como outras ferramentas da internet, consome um bocado de tempo e atenção — e isso pode prejudicar os relacionamentos da vida real.

E aí, o que você acha?

Dá pra ver esse e outros dados bacanas sobre os relacionamentos alheios no blog oficial do OkCupid, o OkTrends.

Leia também:
Facebook está fazendo você beber mais
Quem usa Twitter se masturba mais
Procrastinar na internet aumenta a produtividade


Homens realmente dirigem melhor do que mulheres

14 de outubro de 2011

É, moça, você não gostou da notícia, a gente sabe.

O estereótipo é velho e bem conhecido: mulher dirige mal e blá blá blá. Mas, até então, dava pra chamar isso de puro preconceito — no máximo, de um senso comum bem arbitrário. Aí pesquisadores da Ruhr-Universität Bochum (Alemanha) resolveram fazer um estudo experimental para testar a habilidade de ambos os sexos atrás do volante. E, ops, comprovaram que os homens realmente superam as mulheres nesse quesito.

65 participantes (30 mulheres, 35 homens) tiveram que estacionar um Audi A6 (automático) de frente e de ré em um daqueles estacionamentos de vários andares. Em ambas as manobras, os homens foram 2,4% mais precisos (ok, é pouco) e 35% mais rápidos (agora sim) do que as mulheres.

É possível que haja sim diferenças de cognição espacial entre os sexos, dizem os especialistas — mas eles apontam também que talvez seja o próprio estereótipo negativo em relação ao talento feminino na direção o que deixa as mulheres nervosas e faz com que tenham mais dificuldade na hora de estacionar. Será?

Leia também:
Carinho é mais importante para homens do que para mulheres

Homens são mais engraçados do que mulheres
Mulheres se interessam mais por homens comprometidos


Página 6 de 12primeira...234567891011...última