“Macacos” estão reescrevendo Shakespeare

Por Atualizado em 27/09/2011

Ser ou não ser... um macaco

Será que ele ficaria ofendido? Não são macacos de verdade, no caso, e sim um software criado pelo programador norte-americano Jesse Anderson, que simula milhões deles batendo livremente nas teclas de máquinas de escrever virtuais.

O programa vai comparando, em tempo real, as combinações de letras que os “macacos” escrevem (tipo “wwieyrhdndkfurabg”) às obras de Shakespeare para checar se correspondem a trechos dos textos originais (um “aml” entra como parte de “Hamlet”, por exemplo).

Dessa forma, o software, que começou a rodar em 21 de agosto com o objetivo de testar os servidores da Amazon e contabiliza mais de 5 trilhões de caracteres gerados, já reproduziu 99% de todo o catálogo do inglês, conta Anderson em seu blog.

Leia também:
Cientistas dizem que Mozart morreu de… falta de sol
Dá para jogar futebol em Marte
Pesquisadores criam a música mais irritante do mundo

  • Joao

    qdo eles zerarem GTA san andreas em um dia eu fico impressionado hohoho

  • Alessandro

    Nossa, que baita falta do que fazer, hein!