Pessoas que ficam vermelhas facilmente são mais generosas e inspiram mais confiança

Por Atualizado em 14/10/2011

Se você é do tipo que fica vermelho e sem graça por qualquer coisa, provavelmente não vê isso como uma virtude e às vezes até sente que todo mundo te acha meio bobo (experiência própria aqui), não é? Se for assim, temos duas boas notícias. A primeira é: não só as pessoas não te acham bobo, como ainda te acham mais confiável. E a segunda: na verdade, não se trata de apenas parecer mais virtuoso – um estudo publicado no Journal of Personality and Social Psychology (publicação Associação Americana de Psicologia) mostrou que pessoas assim são mais generosas e realmente merecem a confiança dos outros.

“Níveis moderados de constrangimento são sinais de virtude“, disse Matthew Feinberg, um estudante de doutorado em psicologia na Universidade da Califórnia em Berkeley e principal autor do estudo. “Nossos dados sugerem que isso é uma coisa boa, e não algo contra o qual você deve lutar.” Segundo ele, o constrangimento moderado que surge sem ter motivo é uma assinatura emocional das pessoas em quem se pode confiar.

Segundo Feinberg, isso é positivo tanto nos negócios, já que essas pessoas também inspiram maior cooperação dos outros, quanto na vida amorosa: indivíduos que se constrangiam mais facilmente relataram níveis mais elevados de monogamia.

Só não podemos confundir isso com a vergonha exagerada que caracteriza a fobia social, nem com a vergonha decorrente de um erro moral que tenhamos cometido. Essas emoções têm uma natureza diferente. O constragimento que estava sendo estudado vem naturalmente e está associado a pessoas com a consciência limpa que, mesmo sem motivo, ficam sem graça com certas coisas. Os gestos demonstrados são diferentes também: segundo os pesquisadores, enquanto o gesto mais típico de embaraço é olhar para baixo, virado para um lado e cobrindo parcialmente o rosto enquanto sorri ou faz careta, uma pessoa que sente vergonha por algo ruim que tenha cometido normalmente cobre todo o rosto.

Os experimentos

Os resultados da pesquisa foram coletados a partir de uma série de experimentos que usaram depoimentos em vídeo, jogos de confiança econômica e pesquisas para avaliar a relação entre vergonha e sociabilidade. No primeiro experimento, 60 estudantes universitários foram filmados contando momentos embaraçosos, como flatulência em público ou julgamentos incorretos sobre algumas pessoas. As fontes mais típicas de vergonha incluíam achar que uma mulher com excesso de peso estivesse grávida (quem nunca, né?) ou confundir uma pessoa toda desgrenhada com um mendigo. Cada depoimento em vídeo foi classificado com base no nível de constrangimento mostrado.

Os voluntários também participaram do “Jogo do Ditador”, normalmente usado em pesquisas para medir o nível de altruísmo das pessoas. Nesse caso, cada um recebeu 10 bilhetes de rifa e foi-lhes dito que mantivessem uma parte deles para si e dessem o restante a um parceiro. Os resultados mostraram que aqueles que apresentaram maiores níveis de constrangimento deram mais bilhetes para os outros, o que indica mais generosidade.

Pessoas excessivamente confiantes são menos confiáveis?

Em outro experimento, os participantes assistiram a uma cena em que era dito a um ator que ele havia recebido uma pontuação perfeita em um teste. Ele então fazia um gesto de constrangimento ou orgulho e os voluntários passaram por testes, depois, para mediar o seu nível de confiança no ator com base nessa reação. O resultado? Ter mostrado sinais de constrangimento inspirou mais reações positivas dos espectadores. O estudo descobriu que as pessoas têm mais vontade de se aproximar e se sentem mais confortáveis em confiar em quem fica constrangido facilmente.

Segundo os pesquisadores, a questão que fica e pode ser estudada no futuro é: será que, por outro lado, pessoas excessivamente confiantes inspiram menos confiança? O que você acha?

  • Pingback: Pessoas que ficam vermelhas facilmente são mais generosas e inspiram mais confiança()

  • vinicius

    então eu sou o sr da confiança rs
    apesar de ser pardo, fico vermelho vermelho e suo pra caramba por qualquer brincadeira
    e é constrangedor, pq já tenho 23 anos, e ser assim é complicado rs

  • Pingback: Como ser um tímido profissional | Guia Em Guarapari / News()

  • fabio raimondi rodrigues

    Cada um entende a matéria do seu ponto de visita

  • fabio raimondi rodrigues

    Cada um entende a matéria do seu ponto de vista

  • Pingback: Pessoas que ficam vermelhas facilmente são mais generosas e inspiram mais confiança()

  • isadora

    Nossa “sajoão”, muito ingênuo o seu comentário. Bochechas vermelhas é só um modo de dizer; substitui o uso da palavra timidez. Fora que negros ruborizam também pois o sangue também “sobe à face” quando ele fica tímido. Só não dá para notar bem como em um branco, claro. E, quanto à matéria, é igualmente boba. Todos sabemos que o ser humano é muito sensível à fofura e é claro então que o candidato mais querido pelas pessoas “de bem” (maioria) seria o que ficou sem graça, pois demonstra humildade. Acontece que, muitas vezes, uma reação tímida não é sinônimo de humildade, mas sinal de orgulho contido. Pena que só li esta matéria para poder comentar depois de tanto tempo. (: p.s.: sou extremamente tímida.

  • https://www.facebook.com/ Vanessa

    Adorei a materia

  • Beatriz Gomes da Costa Vilas Boas

    A cor das bochechas não é a única característica de quem fica “sem graça”, a posição das mãos no rosto tmb inclui. Logo, ” ficar sem graça” não é um privilégio de quem tem a pele branca………..

  • sajoão

    Negros então são mão-de-vaca e traidores, né? Eurocentrismo GRITANDO nessa matéria, hein, Abril. Tá feio, tá escroto.

  • Thay

    HAHAHAHAHAHAHAHA. Faz pouco tempo que passei por uma dessa,fiquei mais vermelha que um tomate na frente da minha classe,pq meu professor me perguntou:Nossa vc ta muito alegre hj o que aconteceu? minha amiga respondendo antes de mim disse:ela ta apaixonada pelo tal cara. Ai o menino tava sentado na minha frente eu olhei pra cara dele e ele olhou pra minha cara eu e ele começamos a sorrir sem graça e ficar vermelhos muito vermelhos.O PIOR FOI NA FRENTE DA SALA INTEIRA E NA FRENTE DO MEU PROFESSOR.
    acho que essa é inesquecível. :P

  • Débora

    Ficar vermelha, nunca foi bom. Pelo menos para mim. Pelo contrário, se eu fico sem graça, as pessoas falam: “Ih… a Débora já tá vermelha”. Então fico mais vermelha, mais sem graça. É tão constrangedor!
    E quando eu estou perto de um cara que estou interessada, não tem como disfarçar, meu rosto mostra tudo.
    Achei a matéria fofa, mas ficar vermelha na vida real, tem NADA de fofo.

  • Dani

    E eu, que sou negra e não fico vermelha? Não curti!

  • Pingback: Como ser um tímido profissional | TelexFREEADV()

  • dsfsf

    pelo menos nessa eu não tou soozinho -_-

  • Pingback: Como as pessoas funcionam | Como ser um tímido profissional()

  • Erika

    ****(Nossa, pensava) que estava sozinha nesse barco!! Vira e mexe eu fico corada…. Até pra falar com o carteiro eu fico vermelha! E dá pra perceber que as pessoas ficam te encarando tentando entender como alguém consegue ficar tão rosa/vermelha…. Lá na escola é constantemente que falem para mim nessas situações “Nossa Erika como você está vermelha!” e tem gente que chega até a me zoar por isso [de brincadeirinha (mas mesmo assim machuca um pouco né)]. O pior é que sou a única da minha escola que fica assim, então ninguém me entende mesmo… hahah, mas depois que li essa matéria eu me identifiquei, de verdade, porque realmente as pessoas confiam seus segredos em mim! Seria mesmo pelo fato de eu ruborizar? estranho… mas muito bom/esclarecedor ao mesmo tempo !!! Finalmente um motivo para eu adorar minhas rosy cheeks!

  • Erika

    Nossa, pensava