Por que é tão difícil sair da internet e ir trabalhar/estudar/ler um livro

Por Atualizado em 06/07/2011

Que atire a primeira pedra quem nunca perdeu minutos valiosos navegando na internet em vez de fazer um trabalho atrasado. Ou quem nunca tenha ido para a cama com a intenção de ler um livro, mas resolveu dar uma olhada rápida no Facebook e no Twitter para, depois, se dar conta de que gastou todo o tempo da leitura apertando o F5 obsessivamente.

Fazer isso vez ou outra não significa que você esteja viciado em internet, mas essa é uma realidade constante para quem tem o problema. Agora, a ciência parece ter descoberto o que esse comportamento não é só uma questão de autocontrole, mas está relacionado a alterações estruturais no cérebro. Um estudo publicado em junho na revista científica PLoS ONE analisou os cérebros de 18 chineses que passavam de 10 a 12 horas em games online e os comparou com outros 18 jovens que gastavam no máximo duas horas na rede.

O resultado revelou que várias pequenas regiões no cérebro dos viciados encolheram significativamente – em alguns casos, entre 10 e 20%.  Quanto mais antigo o vício, mais pronunciada a redução. Para os autores do estudo, esse encolhimento poderia afetar o autodomínio (é por isso que não dá para ficar só 15 minutinhos no Facebook) e o foco em prioridades e metas definidas (ler um livro, por exemplo).

A pesquisa também revelou que a matéria branca cerebral (um dos principais componentes sólidos do sistema nervoso central, ao lado da massa cinzenta) também foi alterada. As imagens mostraram maior densidade de matéria branca em um ponto do cérebro ligado à formação da memória. Por isso, não é raro encontrar viciados em internet com dificuldade para armazenar informações. (Sabe quando você encontra um texto ótimo em um site e pouco tempo depois não faz ideia do que ele dizia? Então.) Já no membro posterior esquerdo da cápsula interna – parte do cérebro ligada a funções cognitivas e executivas –  a densidade da matéria branca caiu, o que pode prejudicar a habilidade de tomar decisões.

Uma explicação possível para essas alterações é que quem passa muito tempo online utiliza mais algumas áreas do cérebro do que outras. Como um músculo, certas áreas podem se desenvolver mais ou menos para se adaptar ao uso que fazemos delas.

Tratamentos radicais

Por falta de evidências científicas, o vício em internet ainda não é um transtorno reconhecido pelo Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM, em inglês), a bíblia dos profissionais da saúde mental. Mas já existem tratamentos para esse problema em vários lugares. Talvez a China seja o país que faça isso com maior rigor: lá tem um polêmico campo de treinamento semimilitar para viciados em Internet que inclui até eletrochoques.  Estima-se que 14% dos jovens urbanos chineses – o que significa 24 milhões de pessoas – tenham esse vício.

  • gil

    SE É VERIDICO, QUANTO TEMPO ENTÃO É SUFICIENTE NA NET?

  • Exotnaf

    Eu só não percebo essa do F5. Que raio tem essa tecla de especial? Ou melhor, por que absurdo alguém carrega no F5 para fazer o resset da página? Para mim só um atrasado mental faz isso pois não tem capacidade para mais…

  • http://513498 NATANAEL ESTEVAO CORRÊA

    De fato esse estudo precisa ser aprimorado. Entendo que usar a expresão “coisas mais importantes que a internet” seja errônea por que se trabalha e também se lê livros através da net.

  • http://youtu.be/aeh2SxhKhO8 Pontuall

    Interessantíssimo , concordo plenamente . Aliás , a partir de hoje vou começar a cuidar um pouco mais da minha matéria branca cerebral ºº

  • Karen

    Até que viciadinha por internet, eu não sou. Eu uso mais para fins educativos. Vejo muito documentário, vídeo-aulas como Khan Academy, O Kuadro (sim, fazendo publicidade) e quando eu dou uma olhada no Facebook, eu geralmente gosto muito de páginas específicas, que tem um conteúdo bem construtivo, de citações, esoterismo (apaixonada por cultura, miticismo, budismo e hinduísmo), artes, história e de conteúdo científico. Sem contar os amigos que não podemos esquecer! Não sei se internet deveria ser um male assim tão grande para o cérebro. Eu fico até com medo! Mas confesso que tem gente que fica horas apertando F5. hahaha

  • Bianca

    Quem vê TV o dia todo então tá fu… né? rs

  • Felipe Fritsch

    Creio que isso se dê devido ao fato de que a maioria das pessoas gasta a maioria do seu tempo de navegação com bobagens, então não é surpresa que percam a capacidade para informações mais complexas. Se, por outro lado, o usassem também para adquirir mais conhecimento de fato (por que afinal, livros não existem só em papel e artigos não existem só em revistas), a situação poderia ser diferente. A internet, como toda outra tecnologia, é apenas um catalisador para o modo que for usada.

  • marcia

    dificil,mais as vezes é preciso….

  • Bruna

    É certeza que muitos se identificaram com certas partes, no meu caso, também me identifiquei. Mas o que poderia ser feito para reverter a situação?

  • Bruna

    Será que com o avanço da tecnologia, isso poderia afetar de certa forma a geração futura? Os adolescentes viciados de hoje, futuros adultos, e seus filhos, netos…

  • http://maapotatuagensparaunhas.com.br Mayara

    Ficou faltando umas dicas de como reverter isso, pois sofro desse hábito :(

  • ana

    Só percebemos que ficamos na internet por muito tempo vendo coisas futeis, (que algumas vezes n são inúteis), na hora da prova !

  • Amanda e Sandy

    Sim, é dificil você não sair da internet .
    as vezes tem muitas coisas importantes lá , ficar uns minutos a mais é super importante para algumas pessoas! Quem trabalha com computador entende bem como é .

  • kennedy

    sair da internet é dificil.

  • http://thalis.jrf@hotmail.com thalis e emerson

    porque quase tudo na vida agente precisa da internet

  • leonardo da silava pereira

    Sim E dificil Mesmos Sair Da Internet
    Pq Na Internet Tem Coisas Para Pesquisar Sobre Oq Acontece Na Cidade
    Tambem Vc Consegue Se Distrair Muito Por Isso Muitas Pessoas Não Vão Trabalhar Estudar Pq Ficão A Noite Intera Na NET
    Acho Que e super bom pq vc fica pro dentro de tdo o que acontece
    obrigado