Blogs

7 atletas brasileiros que marcaram a História das Olimpíadas

2 de agosto de 2012

Enquanto rolam as Olímpiadas de Londres, o História sem fim relembra fatos e personagens que marcaram a trajetória dos Jogos. Nesta lista, você encontra sete brasileiros – não necessariamente medalhistas – que se destacaram desde a estreia do país na competição, em 1920. São personagens de sucesso, que se superaram e emocionaram o torcedor brasileiro. Está faltando alguém? Deixe uma mensagem nos comentários.

1. Guilherme Paraense

Foi o primeiro atleta brasileiro a conquistar uma medalha de ouro olímpica, em 1920. Na ocasião, Paraense, do tiro, competia com um revólver emprestado da delegação americana, porque um vendaval enchera sua arma de areia e a estragou. Quer conhecer melhor Guilherme Paraense? Confira o post publicado nesta semana no História sem fim.

2. Maria Lenk

Maria foi a primeira mulher brasileira a participar de uma Olimpíada. Mais do que isso: foi a primeira atleta sul-americana na competição. Na ocasião, tinha apenas 17 anos e participou dos Jogos realizados em Los Angeles. Chegou às semi-finais da natação, na modalidade 200m peito. Nos jogos de 1936, Maria Lenk se destacou por seu estilo na hora de nadar: as pernas se movimentavam como no nado peito e mãos e braços se mexiam para fora d’água. Era o início do que seria o nado borboleta. Em 1939, Maria bateu recordes nos 200m e 400m nado peito e era uma das favoritas para as Olimpíadas do ano seguinte, adiadas por conta da Segunda Guerra Mundial.

3. João do Pulo

João Carlos de Oliveira foi um dos grandes nomes do salto brasileiro. Nunca levou o ouro olímpico, mas foi um atleta que impulsionou a modalidade e serviu de exemplo para outros competidores brasileiros da modalidade. Em 1976, nas Olimpíadas de Montreal, era o favorito, mas sua marca foi superada pelo soviético Viktor Saneyev e pelo americano James Butts. Em Moscou, nos Jogos de 1980, protagonizou uma polêmica: 3 dos seus 6 saltos foram anulados pelos juízes e ele acabou ficando com a medalha de bronze por isso.

4. Torben Grael

Brasileiro que coleciona medalhas olímpicas de todas as cores. O iatista brasileiro, apelidado de Turbina, conquistou cinco medalhas olímpicas, sendo duas de ouro. A paixão pela vela é familiar: Grael aprendeu a velejar com o avô aos cinco anos de idade e iniciou a carreira ao lado do irmão Lars Grael, também medalhista olímpico.

5. Oscar Schmidt

Oscar é um dos maiores atletas do basquete brasileiro de todos os tempos. Nunca levou uma medalha de ouro para a casa, mas participou de cinco Olimpíadas: Moscou, Los Angeles, Seul, Barcelona e Atlanta. Embora nunca tenha subido no lugar mais alto do pódio, é o atleta com o maior número de pontos no basquete olímpico: 1093.

6. Joaquim Cruz

O único atleta brasileiro a vencer uma prova de pista em uma Olimpíada. Desembarcou em Los Angeles como uma das grandes promessas para a competição. Nos Jogos, foi melhorando o tempo a cada corrida e, na última competição do 800m, bateu o recorde mundial, chegando 3 metros à frente do britânico Sebastian Coe. Em Seul, liderava a prova até os metros finais, quando foi ultrapassado pelo queniano Paul Ereng e ficou com a medalha de prata.

7. Gustavo Borges

Referência na natação nacional e exemplo para uma linhagem de atletas olímpicos que hoje arrasam nas piscinas, Gustavo Borges deu as primeiras braçadas no interior de São Paulo, em Ituverava, cidade onde aprendeu a nadar. Nos Estados Unidos, onde se graduou em Economia, se tornou um atleta profissional. A primeira medalha, prata, viria em Barcelona. Masfoi em Atlanta que  Gustavo se consagrou: além de uma medalha de prata e outra de bronze, dividiu o pódio com os brasileiros Fernando Scherer, Carlos Jayme e Eduardo Valério, com quem competiu o revezamento 4 x 100m livre.

No related posts.

Comente!