Blogs

7 segredos do elenco de “The Big Bang Theory”

4 de maio de 2011


Sheldon não participou da brincadeira, mas foi lembrado

É oficial: Howard, Leonard e Raj estão no Brasil. Os astros de The Big Bang Theory participaram hoje de uma coletiva de imprensa em São Paulo e, em um bate-papo bem divertido, entregaram o jogo sobre a série e como se sentem nos papéis de nerds mais queridos da televisão. Garimpamos sete fatos que você não sabia sobre eles:

- Eles não se consideram nerds…
É, gente, pois é. Já nos primeiros minutos de conversa, o trio garantiu que seu nível de conhecimento nerd não é nem comparável com o dos personagens de TBBT. “Não somos gênios da ciência. Aprender o nome de todas as fórmulas e mecanismos é como estudar uma nova língua”, confidenciou Simon Helberg, o Howard. Mesmo assim, os atores se derramam em elogios sobre a “classe”. “Acho que nerds são pessoas muito apaixonadas por uma série de coisas. Eu acho muito bonito”, disse Johnny Galecki, o Leonard da série. O Nerdices perguntou aos atores se existem tipos de nerds mais “legítimos” que outros – quem aí nunca ouviu falar que ser nerd está na moda e os “nerds posers” estão por todo lugar? – e a resposta foi na lata. “Claro que sim! Existem nerds supremos”, riu Johnny. “Acho que os nerds mais nerds que existem são aqueles que vivem do que amam, os caras mais bem sucedidos nesse mercado. Tipo o Bill Gates. E que fique claro que isso é um elogio”, reforçou o ator.

- … mas pegaram alguns hábitos dos personagens.
“A gente também tem fases de comer muita comida chinesa”, entregou Simon, rindo.
“Acho que ficamos um pouco mais nerds depois de TBBT. Olha, os jogos que aparecem lá são bem legais”, disse Kunal, que é louco pelo Wii. “O jogo de boliche, cara!”

- Todos são muito amigos.
Esqueça o relacionamento confuso de Raj e Howard ou das mil regras que Sheldon impõe aos amigos na série: a amizade entre os caras do elenco é óbvia. Em uma pergunta , Johnny garantiu que jamais seria diretor de séries ou no cinema. “Imagine dirigir caras tão talentosos como esses que estão aqui? Não tem como!” Já Kunal não cansou de elogiar os colegas com palavras como “bacanas” e “talentosos”, assim como Simon.

- Eles têm várias teorias sobre a mãe de Howard.
A fisionomia da mãe do engenheiro é desconhecida para os fãs da série – e para os próprios atores, inclusive. Por isso, o que não faltam são teorias sobre ela. “Na verdade, ela é a Kaley Cuoco [a Penny do seriado]“, brincou Simon Helberg, o intérprete de Howard. Outras teorias engraçadas que apareceram durante a coletiva é de que a mulher de voz apavorante usaria peruca e teria bigode. Os atores chegaram a dizer que ela ainda apareceria como uma mulher linda, mas logo desistiram da ideia.

- Eles não ligam para o “estigma nerd”.
A ideia de interpretar geeks por tanto tempo – ainda mais agora, que TBBT foi renovada por mais três anos – e ficarem marcados como seus personagens para sempre não é um problema para o trio. “Isso acontece”, explicou Kunal. Johnny Galecki foi ainda mais fundo: “Somos atores! [risos] Temos capacidade para interpretar outros tipos. Mas tem sido uma experiência legal até agora. Realmente não é algo que nos tira o sono”. Quer uma prova de que isso é verdade? Então veja o videoclipe “Tonight I’m Frakking You”. O intérprete de Raj faz uma participação especial na música com rap cheio de referências nerds. Olha lá (e tente tirar da cabeça depois. É impossível):

- Não acham que Penny e Leonard devam ficar juntos – por enquanto.
“Como espectador, eu até gostaria que eles fossem um casal agora”, explicou Johnny Galecki. “Mas não estão prontos ainda. Os dois ainda vivem em mundos muito diferentes e precisam demais trabalhar a comunicação entre eles, obviamente”. De acordo com o intérprete de Leonard, a opinião do público é bem empatada: “metade aprova o relacionamento e a outra metade, não. Isso é muito legal. Muita coisa pode acontecer”

- Eles amaram o café brasileiro.
Especialmente o ator que dá vida a Raj. “Sério, tomei uns quatro copos de café na noite passada e fiquei elétrico”, explicou Kunal, quase pulando na cadeira de tanta emoção. À vontade, rapazes!

Comente!