Blogs

Posts tagueados com ‘newsgames’


Nesta quinta-feira (16/05), eu e Karin Hueck – editora da SUPERINTERESSANTE – vamos ministrar uma oficina de edição de texto no centro cultural da INTERCOM

15 de maio de 2013

 

Hey, jornalistas interessados em uma vaga de editor: eu e a editora da SUPERINTERESSANTE Karin Hueck vamos ministrar uma oficina cheia de dicas de edição de texto (promovida pela revista Imprensa) nesta quinta-feira (16/05), em São Paulo.

O papo começa a partir das 19h e vai incluir a importância de um título que cative o leitor, noções básicas de SEO, recursos multimídia como infográficos e newsgames, a relação de hierarquia visual e textual entre as matérias, o diálogo do texto com o design e a disposição das matérias em um espelho de revista ou home de site.

Interessados podem se inscrever no site da Oficina IMPRENSA.

SERVIÇO
Data: 16/05/2013 (quinta-feira)
Horário: 19h – 23h
Local: Centro Cultural da INTERCOM – Professor José Marques de Melo Rua Joaquim Antunes 711, Pinheiros – São Paulo/SP.
Palestrante: Frederico Di Giacomo (Editor-chefe digital do Núcleo Infanto-Juvenil da Editora Abril) e Karin Hueck (Editora da revista Superinteressante – Editora Abril)


Jornalista digital brasileiro não tem mais cara de bandido

26 de março de 2013

Quando eu era moleque, gostava de imaginar como seria minha banda de rock perfeita. Ficava pensando qual seria o melhor baixista (Flea, claro), o melhor vocalista, o batera mais virtuose e o guitar hero que comporiam  essa “superbanda” perfeita. (Tudo bem que já fizeram isso na vida real, chamava Beatles :-P ). Muitos amigos menos nerds faziam o mesmo com seleções de futebol:  inventavam equipes com Maradona, Pelé e Cruijff  jogando do mesmo lado.

Núcleo Jovem Digital: a equipe que cuida dos sites e das redes sociais da Superinteressante, do Guia do Estudante, da Mundo Estranho e da Recreio

Hoje, formado em jornalismo, eu não brinco mais de montar “superbandas”, mas tento recuperar aquele espírito para formar as equipes que lidero (e liderei) na Editora Abril. E quando recebo notícias de que dois de nossos trabalhos (“Brasil em números” do Guia do Estudante/Almanaque Abril e “República Imigrante do Brasil” da SUPERINTERESSANTE) são finalistas no prestigiado prêmio internacional SPD (Society of Publication Designers) e que outros 6 de nossos projetos estão entre os 16 finalistas do “Prêmio Abril de Jornalismo” nas categorias digitais,  eu gosto de pensar que as 14 pessoas do Núcleo Jovem & Infantil Digital são esse “supertime“.

Jornalista digital tinha cara de bandido.

Por mais que a internet seja um fenômeno da segunda metade dos anos 90 (do século XX), quando eu cheguei na Editora Abril, em 2006, ainda se tinha a impressão de que “jornalista digital brasileiro tinha cara de bandido“. Exagero? Bem, entre no meu DeLorean, volte pro passado comigo e imagine o seguinte cenário: suas tias e avós viviam te peguntando se você não ia trabalhar na TV igual o William Bonner, seu pai ficaria feliz se você virasse um respeitável articulista de jornal impresso e nós mesmos, jovens jornalistas, vínhamos para Editora Abril loucos para fazer revista.

Bytes e bits se passaram e, em 2008, eu entrei para a pequena e brava equipe digital do Núcleo Jovem, na época liderada pelo Rafael Kenski, um jornalista visionário que tinha criado os primeiros ARGS do Brasil e estava desenvolvendo um newsgame (jogo jornalístico) pioneiro chamado “CSI: Ciência Contra o Crime“. Naquele ano, a equipe ganhou uma medalha de prata no Malofiej (o Oscar da infografia) e teve uma indicação para o “Prêmio Abril de Jornalismo”. Com o passar  do tempo, conseguimos ampliar nosso espaço e reconhecimento. Mais que isso, começamos a criar uma linguagem digital própria, um jornalismo online que não copiava e colava só matérias do impresso, que não procurava só repetir fórmulas do passado que buscava inventar usa linguagem. E procurávamos fazer isso em sinergia com os times das revistas e não contra eles. Quanto mais integrado e 360º um conteúdo pudesse ser, melhor.

Os prêmios nessa história toda não são um fim, mas um meio de medir a qualidade do seu trabalho – um termômetro.  Num mundo onde a quantidade de cliques de uma matéria (contados em tempo real) indica sua relevância, a gente fica muito refém do que o cara quer ler na hora (o flagra de famosos, o vídeo engraçado, o resultado do futebol) e não do que pode ser inovador, do que pode trazer um benefício a longo prazo ou do que pode ser, simplesmente, uma boa história. (Por isso, amiguinhos, lembrem quando criticarem as “homes/capas” dos portais de notícias cheias de bundas e BBBs que são seus cliques que estão mantendo elas lá).

A equipe digital do Núcleo Jovem era como a pequena e brava aldeia gaulesa de Asterix

E quem são os responsáveis por tudo isso?
Bom, quem rala para entregar o conteúdo digital mais inovador e interessante todos os dias para vocês são os rostinhos que estampam o começo desse post. Essa equipe não cuida só do site e das redes sociais da SUPERINTERESSANTE, mas também dos projetos digitais das marcas Mundo Estranho, Guia do Estudante e Recreio.  A Mariana Nadai, editora-assistente, contribui com seu idealismo e liderança aliada à maquina de fazer posts geniais composta pela dupla geek Otavio Cohen e Carolina Vilaverde – os responsáveis pelo que vocês lêem aqui no site da SUPER. A eles se junta a criativa e antenada Ana Prado – responsável pelo blog “Como as pessoas funcionam” e também pela reportagem do site do Guia do Estudante, onde trabalha com a Carolina Vellei, uma apaixonada pelo poder transformador da educação na vida dos nossos internautas.

Todos nossos jornalistas pensam em redes sociais 24 horas, mas a Lorena Dana é responsável por checar e atender TODAS interações do nosso público no Facebook e, ainda, por traçar estratégias para nossas marcas. Os belos infográficos e os jogos informativos que desenvolvemos passam pelas mãos do nosso time de designers: Alexandre Nacari que acaba de chegar para substituir o talentoso Daniel Apolinario na tarefa de coordenar o belo trabalho da Juliana Moreira (uma ninja do CSS e do acabamento detalhista) e a idealista e pró-ativa Laura Rittmeister. O código dos nossos sites fica nas mãos do Thiago Moura, um programador que vê o mundo além da Matrix. E o time ainda tem a ginga carioca do Felipe Thiroux, responsável pelos desenhos animados da Recreio e animações da capa da versão de iPad da SUPER, a pilhada Ludmilla Balduino que toca o vibrante site da Recreio e nosso estagiário Vinicius Giba que recheou a home do site da Mundo Estranho de gisf animados que contam histórias.

Ufa! É muita gente, mas o talento deles merece ser destacado. Porque é essa “superbanda” de jornalismo online que tem me ajudado a acreditar que hoje em dia,  jornalista digital brasileiro já não tem cara de bandido. Tem cara de jornalista mesmo :-)

 


O melhor do ano: 10 melhores projetos de jornalismo digital de 2012

17 de dezembro de 2012

por Fred Di Giacomo – com pitacos  fundamentais dos jornalistas e pesquisadores Andre Deak e Rafael Kenski

Este ano resolvemos ampliar nossa lista de 10 melhores newsgames do ano para 10 melhores projetos de jornalismo digital. Os projetos foram dispostos sem ordem hierárquica e sem medo de apontar bons trabalhos feitos na casa.  ;-) Tentamos um mix de infografia, newsgames, especiais e sites legais.

Info Amazonia – O Eco & Internews
Diversos mapas interativos mostram os impactos mineração, petróleo, estradas e desmatamento na floresta Amazônica. Sua base de dados é aberta e o projeto é colaborativo. Qualquer um pode mandar notícias que alimentam sua base. Legal, né? Está disponível em três línguas no site “Info Amazonia


Could you be a medallist? – Guardian
Você – atleta de final de semana – poderia ser um medalhista olímpico?  Insira seu melhor tempo da vida real no jogo e compare com recordistas de diferentes épocas. Você ainda tem o “modo game”, bem simples e divertido.

 

The Scale of the Universe 2 – Cary Huang
O universo num infográfico em Flash. Versão revista e ampliada de uma grande escala do universo que vai de átomos até os sistemas solares. Jornalismo fora dos jornais.


 

Moendo Gente – Repórter Brasil

Uma grande reportagem investigativa e multimídia denuncia as péssimas condições de trabalho nos frigoríficos brasileiros. Inclui mapas, textos e vídeos.

 


Symbolia
Erin Polgreen e Joyce Rice

Jornalismo em quadrinhos para tablets! A revista acaba de ser lançada, mas entra na lista por ser uma aposta ousada num ano que que a primeira publicação exclusiva para tablets (“The Daily”) acaba de fechar as portas. A ideia é fazer jornalismo ilustrado e substituir os textos longos por quadrinhos.

 

Trem do Samba – SUPERINTERESSANTE
Lançamos alguns infográficos animados e projetos multimídia no site da SUPER esse ano (entre eles um bem legal, o República Imigrante do Brasil), mas o destaque maior ficou por conta do Trem do Samba. Estilos de samba viraram linhas de trem e os artistas foram representados como estações, organizadas por ordem cronológica. São mais de 115 fichas com vídeos, dados biográficos e curiosidades.

História do samba em formato de infográfico


 

Racing against history – The New York Times
Esportes rendem bons infográficos. E as Olimpíadas de 2012 foram um prato cheio para veículos consagrados na visualização de dados como o New York Times. Aqui, você compara a evolução de tempo dos medalhistas nos 100 metros da natação em vídeo, data visualization e algumas curiosidades sobre medalhistas notórios.

Blind Gossip – Blind Gossip
Site de fofocas é sempre igual, certo? Errado! No “Blind Gossip” (indicação do Rafael Kenski) eles dão o milagre, mas não dão o santo. E o público tem que adivinhar que fulano alto e bonitão foi flagrado tirando meleca do nariz enquanto apalpava sicrana dançarina de sucesso. E tudo no fim vira um grande ARG. Será?

 

Basômetro – Estadão
O jornalismo com base em dados já é uma realidade há um bom tempo na gringa, mas aqui no Brasil os jornais ainda não tornaram essa prática um hábito. O Estadão inova tornando dados governamentais mais acessíveis e fáceis para o grande público. No Basômetro você observa como voltam os parlamentares de cada legenda ao longo do tempo, se alinhados ou distantes do governo. Um bom começo.


 

Diário de Classe - Isadora Faber
Jornalismo de denúncia feito no Facebook. Conteúdo produzido pelo leitor. Que grande veículo de comunicação está investindo na ideia? Bom, a Isadora Faber de 13 anos está e resolveu registrar os problemas de sua escola em Santa Catarina na página “Diário de Classe”. Tapa na cara da sociedade e do jornalismo online.

 

That’s all folks! Até 2013 J


Vote nos jogos da SUPER no BIG – Brazilian International Game Festival

13 de novembro de 2012

Dois jogos da SUPERINTERESSANTE estão concorrendo no BIG – Brazilian International Game Festival: Filosofighterse e ApocalipCity. Os jogos competem na categoria “Melhor Jogo Online” e você pode nos ajudar a ganhar esse troféu. Basta fazer cadastro no site, clicar no email que vai chegar em seguida e selecionar as 5 estrelinhas na página do jogo.

Filosofighters é um dos newsgames mais populares da SUPER

-Vote no Filosofighters aqui
-Vote no ApocalipCity

Filosofighters
Filosofighters é um newsgame que introduz o jogador aos rudimentos da Filosofia através de um divertido “UFC” de pensadores. Cada golpe dos personagens (de Nietzsche a Marx) é uma máxima famosa.  Newsgames, se você não lembra, são jogos jornalísticos que, além de divertir, informam. A equipe que faz o site da SUPER é pioneira no gênero.

ApocalipCity 
Cansado de construir fazendinhas? Jogue ApocalipCity!
O outro jogo da SUPER na competição é “ApocalipCity” jogo para Facebook que satiriza social games famosos como Farmville e CityVille. Em ApocalipCity, 2012 é realmente o ano do fim do mundo e você tem que destruir as principais capitais mundiais no mínimo de tempo possível.

Sobre o BIG
BIG é um festival internacional organizado pela empresa brasileira GAME Ltda. O evento acontece de 22 de novembro a 2 de dezembro no MIS (Museu da Imagem e do Som de São Paulo).  O BIG é composto da competição internacional para a seleção dos melhores games independentes do ano do Brasil e do exterior, de workshops e capacitação de profissionais brasileiros e de espaço para networking.

 

 


“Você poderia ser um medalhista olímpico?” Descubra no projeto interativo do Guardian

25 de julho de 2012

Adora tirar onda na piscina do seu clube? Que tal desafiar os campeões olímpicos?

 

A equipe do Guardian Interactive  (com ajuda do Jamie Lenman) acaba de lançar um belo trabalho que une infografia e game num multimídia interativo. Trata-se de “Could you be a medallist?” que parte de uma premissa básica: você – atleta de final de semana, que corre , nada ou anda de bike – poderia ser um medalhista olímpico? Insira seu melhor tempo da vida real no jogo e compare com recordistas de diferentes épocas.

Além dessa premissa básica – onde você compara os tempos de grandes atletas com o seu – ainda existe um mode “game” e a possibilidade de destravar conteúdo extra. O design é todo vintage e a mecânica é bem simples e divertida. Ótimo newsgame!

Jogue aqui.


Página 1 de 612345...última