Verde, mas nem tanto

Por Atualizado em 09/08/2007

As plantações ilegais de maconha na Califórnia, nos Estados Unidos, estão destruindo parques nacionais. Os agricultores, ao colher todas os ‘frutos’, largam para trás tubos de irrigação, pesticidas que escorrem até riachos e pilhas de lixo em esgotos improvisados. Segundo o site Recordnet, os venenos são usados para matar os ratos, que são a principal fonte de alimento da coruja típica da região.

Os oficiais do Serviço Florestal do estado norte-americano acharam diversos materiais que degradam a natureza local, como caixas de ovos, latas vazias, embalagens de alimentos e revistas pornográficas (é, deve ser duro ficar isolado em uma floresta plantando maconha). Eles encontraram também fossos improvisados de banheiro que, de tão cheios, o cheiro se misturava com o da plantação (realmente, é difícil ficar por lá).

De acordo com as autoridades, as plantações têm 16 km2 e são cultivadas durante anos. As batidas policiais são constantes na região – eles conseguiram erradicar 26 mil plantas até agora -, mas às vezes elas são feitas tarde demais.

Os defensores da legalização da maconha afirmam que isso não aconteceria se o governo regulasse as plantações.

  • Renê Carvalho

    Para mim tanto faz legaliza ou libera seu uso medicinal, já fumo a mas de vinte anos e não pretendo para então que se dane esses políticos e quem for contra.