Re:Bit Re:Bit

Por Atualizado em 21/08/2013

O cenário é uma entrevista nos EUA. Os jornalistas começam a fazer uma série de perguntas difíceis. “Por que o Facebook compartilha dados das pessoas sem avisá-las? Você realmente acha, como disse num e-mail anos atrás, que os usuários do Facebook são ingênuos?” Mark vai ficando nervoso, começa a suar, parece estar passando mal. Então a entrevistadora sugere que tire o moletom – coisa que Mark, após alguma hesitação, aceita fazer. E aí vem a melhor parte: no forro do moletom há um desenho estranho, que a jornalista compara ao logotipo dos Illuminati, o grupo secreto de pessoas hiper-poderosas que supostamente controlam o mundo. É improvável que esse grupo exista. Mas, se existir, é bem possível que Mark Zuckerberg faça parte dele. (via Observatório da Imprensa)

Por Atualizado em 12/08/2013

A máquina se chama Origami, e usa papelão em vez de plástico no lugar da carcaça, o que ajuda a poluir menos. Segundo a Samsung, o papelão recebe um tratamento para ficar mais resistente, inclusive a fogo. A impressora é um modelo-conceito, ou seja, não tem previsão de lançamento – foi criada para concorrer no International Design Excellence Awards, onde a empresa também mostrou modelos feitos de plástico dobrável (veja no vídeo). Simpático.

Por Atualizado em


Vários surgiram, e pereceram, antes – Napster, Gnutella, Kazaa. Por isso, ninguém acreditava que o The Pirate Bay fosse sobreviver por muito tempo, e completar 10 anos no ar.  Nem os próprios piratas acreditavam nisso. “Não por causa dos tiras, da mafiaa [referência à RIAA e à MPAA, organizações que representam as indústrias da música e do cinema e são arqui-inimigas do Pirate Bay], ou de políticos corruptos”, dizem os criadores do site em nota. Mas porque “eventualmente ficaríamos velhos demais pra essa m….”.

Não ficaram, e acabaram condenados na Justiça. Mas o TPB permaneceu no ar. Para comemorar, seus donos estão lançando o Pirate Browser, uma versão do navegador Firefox que supostamente tem uma haiblidade especial: permite acessar o Pirate Bay em situações nas quais ele é bloqueado (como em quase todas as empresas, e em alguns países da Europa).

Por Atualizado em 05/08/2013

obama
Em junho, a International Trade Commission (comissão internacional de comércio), braço do governo americano que julga disputas entre empresas, julgou que certas versões do iPad e o iPhone utilizam indevidamente patentes da Samsung, e portanto não poderiam ser comercializadas nos EUA. Mas, agora, o governo Obama exerceu seu poder de veto e anulou a decisão.

Isso provocou uma reação oficial da Coreia do Sul, cujo governo divulgou uma nota externando “preocupação” com o fato e pedindo equilíbrio nas decisões. Especialmente porque, na próxima sexta, a ITC deverá julgar um caso contrário, no qual é a Apple que acusa a Samsung – e pede que a linha Galaxy tenha a venda proibida nos EUA.

Por Atualizado em 30/07/2013

O PlayStation 4 e o Xbox One são muito parecidos – ambos se baseiam em chips da AMD. Mas há algumas diferenças. O videogame da Sony usa memória do tipo GDDR5, mais rápida, e seu chip de vídeo é melhor: tem 1.152 núcleos de processamento (computing units), contra 768 do videogame da Microsoft. No papel, o PS4 tem 50% a mais de potência. Mas e na prática?

Para tentar descobrir, o site Eurogamer fez uma experiência muito interessante. Montou computadores usando componentes similares aos dos novos consoles – no caso, placas de vídeo AMD Radeon (modelo 7850 para o pseudo-Xbox, e 7870XT para o pseudo-PS4, ambos com velocidades ajustadas para reproduzir as condições dos videogames). Esses computadores foram colocados para rodar alguns games. E o pseudo-PlayStation foi de 17% a 33% mais rápido.

Os PCs não reproduzem perfeitamente o hardware dos videogames (inclusive porque a CPU usada foi Intel, não AMD). Além disso, os consoles poderão trazer melhorias específicas capazes de alterar o equilíbrio de forças. Mas 33% é uma diferença bem grande – grande o bastante para que os desenvolvedores de games se disponham a caprichar mais nos jogos
do PlayStation 4. Há rumores de que a Microsoft, num ato de última hora, teria decidido turbinar os processadores do Xbox One para tentar compensar a diferença. Veremos.