Blogs

5 sintomas e doenças com nomes populares inspirados em alimentos

4 de setembro de 2013

Peste bubônica, câncer, pneumonia, raiva, rubéola, tuberculose e anemia. Enquanto algumas doenças são tão conhecidas que até passaram a fazer parte de um sucesso dos Titãs, outras caíram na boca do povo por outro motivo: sua semelhança com comidas. Conheça 5 sintomas e doenças que ganharam nomes populares inspirados em alimentos:

.

1. Orelha Couve-flor

minotourocouveflor

Lutadores de MMA não levam para casa apenas cortes, olhos roxos e hematomas. Os repetidos golpes e o contato forte com o tatame sofridos pelos mestres do octógono também podem provocar deformações no pavilhão auricular. O constante trauma sofrido nas orelhas causa hematomas entre a cartilagem e a pele, o que acaba levando à desconfiguração do órgão – que acaba ficando com aparência semelhante à de uma couve-flor. Eca. Para dar adeus à hortaliça indesejada, só por meio de uma cirurgia plástica.

 

2. Vesícula biliar em morango

morango

Para aqueles de estômago fraco, melhor ficar apenas com o nome “colesterolose”. A condição é caracterizada pela alteração da parede da vesícula biliar causada pelo excesso de colesterol. Os depósitos de colesterol, que parecem pequenas pintas amarelas, se acumulam nas paredes do órgão que tem formato de pêra e cor vermelha – uma combinação que faz a superfície da vesícula se assemelhar a outra fruta, o morango. Vem daí o indigesto nome popular “vesícula biliar em morango”. Lide com isso ao saborear a frutinha vermelha, amigo.

 

3. Mancha café com leite

cafecomleite

O nome já dá a dica: manchas café com leite são marcas de nascença causadas pelo aumento de produção de pigmentos na pele. É considerado normal ter até três destas pequenas manchas de cor marrom clara no corpo que, em geral, não apresentam nenhum risco. Mas, em número superior, elas podem estar ligadas à neurofibromatose, doença genética que pode causar tumores na pele e no sistema nervoso, além de problemas de crescimento e de aprendizagem, defeitos ósseos e outros danos à saúde.

.
4. Fígado de noz-moscada

nozmoscada

Tudo começa com um coração em mau funcionamento. Um quadro de insuficiência cardíaca congestiva faz com que o sangue venoso (rico em gás carbônico) não seja bombeado como deveria e, ao invés de chegar até o coração para a oxigenação, acaba voltando para o fígado. Este “defeito” deixa o órgão (pelo menos na opinião dos cientistas) com a aparência de uma noz-moscada. Okay. Vem daí o nome popular “fígado de noz-moscada”, condição conhecida em cientifiquês como “congestão passiva aguda e crônica do fígado”.

 

5. Pericardite em pão com manteiga

paocommanteiga

Pericardite é o nome que recebe a inflamação do pericárdio, camada que envolve o coração. Podendo se desenvolver por complicações em quadros de infecções, doenças imunológicas ou ataques cardíacos, a pericardite dá outra cara ao coração. A normalmente lisa e brilhante superfície do pericárdio é recoberta por uma película amarelada, de aspecto rugoso – muito parecida com a aparência de duas fatias de pão com manteiga que foram apertadas e depois separadas. Não sou eu que estou dizendo: quem primeiro estragou o seu café da manhã notou a curiosa semelhança foi René Théophile Hyacinthe Laennec, ainda no século 18. O francês, inventor do estetoscópio, acabou cunhando o termo que ainda é usado para definir e identificar a doença.

Comente!