Blogs

8 animais com hábitos bizarros de acasalamento

8 de abril de 2011

Seres humanos podem ter gostos bem peculiares quando se trata de sexo. Mas muitas espécies de animais não ficam para trás. Aqui você verá que fêmeas de peixes não querem saber de machos que perdem brigas, aranhas também são conquistadas pelo estômago e golfinhos assediam até tartarugas e objetos inanimados. Veja oito animais que têm hábitos bizarros

1- Peixes com horror a machos perdedores

Pesquisadores da Universidade de Stanford descobriram que o “sentimento” das fêmeas de peixes ciclídeos africanos muda quando elas presenciam a derrota do pretendente em uma briga com outro macho. Áreas do seu cérebro associadas à ansiedade mostraram aumento da atividade depois de testemunhar a derrota, o que sugere que elas não se agradam nada disso. Por outro lado, presenciar seu macho preferido derrubar o adversário resultou em maior atividade nas regiões cerebrais associadas à reprodução e ao prazer. Não se sabe se no fim as fêmeas deram um pé no traseiro dos perdedores ou não, já que elas tiveram de ser dissecadas antes que pudessem decidir isso. Mas uma coisa é certa: elas realmente preferem um macho viril.

2- Moscas seduzidas por músicas de amor


Sabe aquelas moscas irritantes que adoram voar perto de frutas passadas ou podres?  Pesquisadores do Instituto de Patologia Molecular em Viena descobriram que alguns machos dessa espécie, a Drosophila melanogaster, são capazes de “cantar” músicas de amor que as fêmeas acham irresistíveis. Para o ouvido humano, soa como um mero zumbido. Mas, para as fêmeas da espécie, é algo lindo que leva à excitação e acasalamento. O som é produzido pelo movimento das asas, que se estendem e vibram. Quer ser seduzido por uma mosca? Dá para ouvir o som aqui.

3- A orgia das cobras enlouquecidas

Imagem: http://www.anapsid.org/garters2.html

A província de Manitoba, Canadá, possui uma atração turística bizarra durante a primavera. Dezenas de milhares de cobras Thamnophis de lateral vermelha saem de seus abrigos e começam uma enorme…orgia. Cada vez que uma fêmea aparece, os machos vão para cima dela, formando um bolo que pode chegar a ter 100 cobras competindo. As vezes, a fêmea acaba morrendo esmagada, mas os machos continuam tão excitados que continuam a copular – tornando-se as únicas cobras necrófilas.

4- Aranhas e a conquista pelo estômago

Os machos das aranhas lince têm uma tática elegante para conquistar as fêmeas. Eles capturam a desejada na sua teia e a envolvem em seda, que servem como uma refeição para ela. Distraída e feliz com o banquete, a aranha não só permite que o galanteador comece o acasalamento, como também o ignora solenemente e continua saboreando a refeição como se nada estivesse acontecendo.

5- O teste do xixi das girafas


Antes de começar a cortejar uma girafa fêmea, o macho realiza um teste especial para ver se ela está no cio: primeiro, cutuca o traseiro dela para fazer com que tenha vontade de urinar. Então, saboreia o líquido. Se o gosto for bom (provavelmente o xixi de uma fêmea que está no cio tem outro sabor), ele começa a cortejá-la. Mas não pense que depois disso é só alegria. A fêmea ainda dá uma canseira no macho e o obriga a segui-la por um tempo até que resolva parar e permitir que a coisa aconteça. E a cópula é tão rápida que os pesquisadores mal podem observá-la.

6- O apetite insaciável dos golfinhos


Quem vê os golfinhos, tão bonitinhos e puros (?), nem imagina quão voraz é o apetite sexual deles. Além de os machos serem capazes de ter relações sexuais váaarias vezes em um só dia, eles assediam até objetos inanimados e outros animais, como tartarugas marinhas. E acontece ainda de chegarem em bando em cima de uma fêmea e forçarem-na a acasalar. Mas tanta animação não dura muito: o tempo médio de uma relação sexual é de meros 12 segundos. Outra curiosidade: o pênis do animal, além de retrátil, é capaz de agarrar coisas e pode ser usado para pegar objetos como se fosse uma mão.

7- O ataque de urina do porco-espinho

A vida sexual do porco-espinho não é fácil. Para começar, as fêmeas só estão interessadas em sexo durante cerca de 8 a 12 horas… em um ano! Quando encontra uma fêmea disposta ao acasalamento, o macho se levanta sobre as patas traseiras e lança um enorme jato de urina sobre ela, encharcando-a da cabeça aos pés. Esse jato pode alcançar dois metros de distância. Se a fêmea ainda não estiver pronta, vai gritar, lançar golpes com as patas dianteiras como se estivessem lutando boxe, tentar morder o macho ou sacudir a urina do corpo. Se aceitar a oferta, os espinhos de ambos ficam relaxados e o acasalamento acontece. Mas a fêmea é insaciável: ela força o macho a acasalar várias vezes. Se ele se cansar muito rápido, ela o troca sem dó por outro parceiro mais cheio de energia.

8- Peixe-sapo: o verdadeiro casal chiclete

O peixe-sapo macho é o que podemos chamar de companheiro grudento – literalmente. Ao encontrar uma fêmea (as fêmeas são bem maiores que os machos), ele se prende a ela e nunca mais se solta. Nunca mesmo. Na verdade, seus sistemas vasculares se unem e o macho se torna totalmente dependente do sangue da parceira para sua nutrição. O que ele oferece em troca? Algo que só um macho poderia oferecer: esperma.

Para saber mais:

“8 exemplos de comportamento animal estranho” e “11 exemplos de hábitos incomuns de acasalamento entre animais”, em “O livro das Listas”, Editora Record.

30 Strangest Animal Mating Habits.

Comente!