Blogs

As 10 edições da Playboy mais vendidas no Brasil

28 de maio de 2010

Nada de ex-BBBs: a lista das capas mais vendidas da Playboy brasileira tem dançarinas do (ex-finado e agora ressuscitado) “É o Tchan”, personagens mascaradas do antigo programa do Luciano Huck, uma atriz comediante e a ex-namorada de um herói nacional. Contando a circulação em banca de jornal, varejo e assinaturas, a edição que está no topo da lista teve 1.247.000 exemplares vendidos e já figura no topo da lista há mais de dez anos. A capa com uma ex-participante do Big Brother Brasil de maior sucesso foi a da Sabrina Sato – pouco mais de 600 mil pessoas compraram a revista. Popularização da internet? Aparecimento de outros hobbies? Mulheres menos “atraentes”? Seja lá qual for o motivo por que o recorde não é batido, aí vai o Top 10 das edições da Playboy mais vendidas no Brasil:

10º Sheila Mello – Novembro de 1998- 725.924

Sheila tinha acabado de ganhar o concurso para ser a nova loira do “Tchan” nessa época e todas as atenções estavam voltadas para ela (sim, o “Tchan” parava o Brasil nesse tempo). Posou para a Playboy três vezes, ao todo: duas sozinha e uma com a então parceira de grupo, Scheila Carvalho.

9º Carla Perez – Outubro de 1996 – 778.026

Esta foi a primeira vez em que a então dançarina do “É o Tchan” Carla Perez posou para a revista, ainda sem as plásticas e sem todo aquele trato no cabelo e na pele. Ela foi capa da revista outras duas vezes – em abril de 1998 e dezembro de 2000. Nesta última houve polêmica por causa de um Papai Noel que estava junto com a dançarina. A capa acabou sendo coberta nas bancas de jornal para não chocar as crianças.

8º Feiticeira (sem véu) – Agosto de 2000 – 804.866

Apesar de ter ficado conhecida por nunca tirar o véu de Feiticeira (nem na primeira vez em que posou para a Playboy, em 1999), nesta edição Joana Prado tirou tudo mesmo. Ela ainda foi capa da revista em abril de 2002. Muita água rolou desde então e, em 2009, rolou um climão em um programa de tevê no qual ela chorou e disse que ficava constrangida quando as pessoas ficavam lembrando do seu passado.

7ª Tiazinha (sem máscara) – Março de 2000 – 828.627

Nesta época, ela já tinha seu próprio programa de TV, exibido pela Bandeirantes. Baseado na estética das histórias em quadrinhos, “As Aventuras da Tiazinha” era uma série em que ela interpretava uma justiceira sedutora enfrentando bandidos para proteger sua cidade.

6º Marisa Orth – Agosto de 1997 – 835.806

O ensaio foi feito na época em que ela interpretava a burrinha Magda do programa Sai de Baixo, exibido pela Globo entre 1996 e 2002. Ela fazia sucesso com as mini-saias da personagem e posou para a revista só esta vez, na edição do seu 22º aniversário.

5º Scheila Carvalho e Sheila Mello – Setembro de 1999 – 838.206

As dançarinas do “É O Tchan” posaram juntas na Floresta Amazônica na época em que saía o CD É o Tchan na Selva.

4ª Scheila Carvalho – Fevereiro de 1998 – 845.168

A morena do “Tchan” é recordista não só em vendas, mas também em número de capas: foram cinco. E em três delas, foi com a mesma pose (essa aí). As outras edições saíram em novembro de 2000, setembro de 1999, dezembro de 2001 e abril de 2009.

3ª Adriane Galisteu – Agosto de 1995 – 961.527

O ensaio da modelo e ex-namorada de Ayrton Senna (na época, ela não era ainda atriz-apresentadora) foi capa da edição comemorativa de 20 anos da Playboy brasileira. A foto em que ela aparecia se depilando foi uma das mais polêmicas da história da revista.

2ª Tiazinha – Março de 1999 – 1.223.000.

Em 1999, o Programa H, na época apresentado por Luciano Huck, fazia super sucesso entre os marmanjos. Tanto é que quatro das dez capas mais vendidas são de personagens que surgiram lá. Essa foi a primeira capa da Tiazinha, que posou de máscara.

1ª Feiticeira – Dezembro de 1999 – 1.247.000

Na época em que posou pela primeira vez para a capa da Playboy, ninguém sabia como era o rosto de Joana Prado sem o véu da Feiticeira do Programa H. Será que tanta gente comprou a revista achando que ia finalmente desvendar o mistério? Bem, não foi o que aconteceu: ela tirou tudo, mas o véu ficou. Pelo menos nesse primeiro ensaio.

Comente!