Blogs

Depois de incentivar pirataria, Paulo Coelho vende livros a 99 centavos

2 de maio de 2012

Você pode ser fã ou odiá-lo, mas se há alguma coisa da qual não se pode acusar Paulo Coelho é de não acreditar nos seus ideais. Depois de defender o download de sua própria obra em um protesto contra o SOPA (Stop Online Piracy Act, projeto de lei americano para o combate da pirataria online), o escritor brasileiro mais lido de todos os tempos atacou novamente em prol da democratização da leitura: convenceu a própria editora a vender edições digitais de seus livros por 99 centavos de dólar.

Um livro custa, agora, menos de uma xícara de café! Esta é uma decisão crucial para mim. Com a redução dos preços de um livro igualando-o ao preço de uma música no iTunes, o leitor será encorajado a pagar por isso, em vez de baixá-lo gratuitamente”, escreveu o autor em um post publicado em seu blog pessoal. Com exceção feita ao popularíssimo O Alquimista, todos os outros dez títulos de Coelho editados pela Harper Collins fazem parte da promoção, que não tem data para acabar.

E, de dólar em dólar, o montante nem deve significar pouca coisa em direitos autorais. Afinal, o escritor já vendeu mais de 140 milhões de exemplares de seus títulos.

Via GalleyCat

Imagem: UniRitter

Comente!