GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Coelhos estão comendo plantas tóxicas para viver na neve

Os bichinhos, que costumavam se alimentar de grama, tiveram que achar outro alimento em regiões nevadas

Coelhos podem ser fofos, mas também são pragas; no sentido mais literal da palavra. Na Austrália, por exemplo, isso é um fato. Os animais da espécie Oryctolagus cuniculus, apareceram no país no século 19, por conta das embarcações que chegavam à Oceania, e desde então dominaram a região quase que em sua totalidade. Só não tinham ainda ocupado as regiões nevadas, por um motivo muito simples: comida. Os animais se alimentam de grama, e a neve enterra esse tipo de vegetação. Agora, os bichinhos estão sendo vistos também nas áreas congeladas – mas para viver ali, eles estão tendo que se alimentar de algo pouco comum: folhas tóxicas.

Não imagine, porém, uma árvore que brilha no escuro. A planta em questão é bem conhecida por aqui: é o eucalipto. A cheirosa árvore pode parecer inofensiva, mas não é, suas folhas possuem toxinas como taninos, terpenos e compostos fenólicos – o que a torna mortal para os animais que tentam abocanhá-la. Uma exceção a essa regra é o coala, que só consegue se alimentar da planta porque desenvolveu técnicas digestivas muito específicas (como a fermentação intestinal, que elimina a toxidade do alimento), mas não consegue absorver muita energia nesse processo. A diferença entre os coalas e os coelhos é o gasto de energia: enquanto o primeiro grupo de animais é sedentário, os coelhos são muito mais agitados, dificultando a sobrevivência com a mesma técnica.

LEIA: Caracol mutante acha namorada pela internet

A descoberta de que os coelhos estão vivendo na neve australiana aconteceu em 2011. Ken Green, um pesquisador do Serviço de Parques Nacionais da Austrália, começou a notar a presença dos animais. Como não conseguia entender como os coelhos estavam se alimentando, Ken resolveu estudar seu processo digestivo de trás pra frente: começou a analisar as fezes dos animais, para ver o que eles estavam comendo. Os resultados só foram divulgados agora: o cocô deles possuía traços de toxicidade.

Coelhos da espécie Oryctolagus cuniculus

Coelhos da espécie Oryctolagus cuniculus (JJ Harrison | Creative Commons)

Ainda não se sabe exatamente como os bichinhos estão conseguindo sobreviver às plantas, mas os pesquisadores da Universidade de Melborne (que ajudaram a analisar as fezes) acreditam que os coelhos possam ter adquirido micróbios na sua flora intestinal, e isso os ajude a digerir as folhas. Também há a possibilidade de que até mesmo os órgãos dos animais tenham se adaptado para que as toxinas não atrapalhem a sua saúde.

A notícia pode não ser muito boa. Como os animais não são originários daquela região, os Oryctolagus tendem a desequilibrar o ecossistema que ali já estava estabelecido. Pelo menos por enquanto. Os coelhos conseguem pegar as folhas porque, depois de um incêndio nas montanhas nevadas australianas, em 2003, os eucaliptos replantados (ou que estão reflorescendo) ainda são pequenos. Depois que as mudas tomarem as compridas e conhecidas formas das árvores de eucalipto, não se sabe se os animais conseguirão pegar as folhas para se alimentar.