GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Fumaça líquida

Gilberto Stam

Produtos defumados são iguarias caras, nas quais boa parte do preço se deve ao “sabor” da fumaça. Mas não se deixe enganar: há muitas décadas já não se defuma nada sobre o fogão. Em vez disso, usa-se fumaça líquida – um extrato de madeira queimada criado nos anos 70 nos Estados Unidos. Isso mesmo: para produzir o aroma artificial da fumaça, basta fazer uma fogueira em um forno e canalizar a fumaça sob pressão para dentro de uma vasilha com água. Com isso, o gás da madeira queimada se dissolve no líquido e o extrato está pronto para ir à mesa. Os brasileiros, desde a década passada, aprenderam a apreciá-lo no célebre molho barbecue que acompanha o Chicken-Nuggets do McDonalds. Mas também o encontram em praticamente todos os produtos defumados. “Até ração e ossos defumados para cães contêm fumaça líquida atualmente”, diz José Roberto Fernandes, diretor da Fuchs-Gewuerze, empresa especializada no ramo.