GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Mindfulness funciona mais para as mulheres, diz estudo

Baseada em práticas como a meditação e o yoga, a técnica foi mais eficiente para elas

Parar a rotina e dar aquela respirada com certeza faz bem – sobretudo se você for muito estressado ou ansioso. E a técnica do mindfulness vai nesse sentido: focar a mente em tudo que está a volta e que passa muitas vezes despercebido. Essa é a base de práticas zen como a meditação e o yoga, e orienta a busca de quem quer ter seus momentos longe do restante do mundo.

O que um estudo promovido por cientistas americanos aponta é que essa pode não ser a fórmula mágica para a paz interior – sobretudo se você for homem. De acordo com a pesquisa, enquanto meditar levantou a moral das mulheres, a resposta do sexo masculino foi bem menos significativa em quase todos os aspectos.

O estudo acompanhou 77 estudantes universitários, sendo 41 homens e 36 mulheres. Eles participaram de um curso que ensinou as técnicas do mindfulness durante 12 semanas. As aulas foram divididas em três sessões semanais com uma hora de duração. Contando os períodos dentro e fora da aula, a média de contato que os participantes tiveram com a meditação ficou na casa das 41 horas.

Depois, todos foram submetidos a questionários pessoais de avaliação, em que deviam responder acerca de seu humor, o quanto se sentiram impactados pela técnica, e o quanto mudaram desde o começo da prática. Enquanto a melhora que as mulheres relataram foi de 11,6%, os homens tiveram aumento de 3,7% – pouco relevante, segundo com os cientistas.

Veja também

Para elas, meditar significou uma melhor aceitação pessoal. Seu desempenho foi superior em três critérios analisados: diminuíram as autocríticas, se tornaram mais gentis consigo próprias, e passaram a se deixar levar menos pelas emoções. Os homens, por sua vez, se deram bem apenas no quesito “lidar com emoções”.

Para Willoughby Britton, uma das autoras do estudo, a resposta para tais resultados pode estar no comportamento médio de cada gênero. A postura mais centrada das mulheres, em paralelo com uma personalidade mais distraída dos homens, seria a chave para o sucesso. “Pode ser contraprodutivo para pessoas que têm o hábito de tirar seu foco dos problemas subitamente ter de concentrar todas as atenções neles”, explica a pesquisadora ao site da Brown University.

Mas se você, leitor masculino, já estiver pensando em deixar de lado as roupas de ginástica para se dedicar a outra atividade, não se precipite. Em vez de parar de meditar, a saída pode ser encontrar outra aplicação do método, que vá mais de encontro ao que você precisa resolver lá no seu interior. “Mindfulness é mais ou menos como um coquetel de remédios – há vários ingredientes e não se sabe ao certo pelo que cada um é responsável. Mas acredito que seja o caso de se isolar o potencial de cada ‘princípio ativo’ e pensar em diferentes formas de atingir os praticantes”, completa Britton.