GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Nasa encontra elementos que suportam a vida em Enceladus

Agência espacial anunciou que foram encontrados gás carbônico, metano e hidrogênio - que podem sustentar seres vivos no oceano subterâneo da lua de Saturno.

A Nasa tinha uma grande revelação para esta quinta-feira. A agência acaba de anunciar que Enceladus, uma das luas de Saturno, tem os elementos necessários para abrigar vida. Os dados que servem como base para o estudo foram coletados pela sonda Cassini, que explora Saturno e suas 62 luas.

À primeira vista, Enceladus é uma lua com superfície coberta de gelo. Mas, há quase dois anos, houve a confirmação de que, debaixo dessa grossa camada, existe um grande oceano líquido. Os cientistas supõem que as forças gravitacionais de Saturno são fonte da energia que mantém a água fluindo, sempre líquida, no subterrâneo da lua. Por causa disso, Enceladus virou uma grande candidata a primeiro objeto extraterrestre a abrigar vida.

Veja também

A sonda Cassini, da Nasa, capturou evidências de certas reações químicas que podem indicar pequenos seres vivos se “alimentando” baixo da superfície. Enceladus, com frequência, emite jatos quentes de água através de buracos na crosta de gelo. O estudo foi capaz de encontrar evidências de que esses jatos expeliam hidrogênio (na forma H2). Após estudar (e descartar) diversas hipóteses, os cientistas encontraram a mais provável. Eles acreditam que esse hidrogênio seja resultado da interação da água com rochas quentes sob a superfície congelada.

Outro elemento encontrado pela sonda foi dióxido de carbono. Os cientistas lembram que, aqui na Terra, o hidrogênio e o dióxido de carbono são necessários para a realização de reações químicas que sustentam certos tipos de micróbios, que vivem em mares subterrâneos sem luz.

Caso alguma forma de vida existisse na lua e consumisse esse hidrogênio como “combustível”, seria necessário também ter moléculas de metano no local – e resquícios desse gás também estavam presentes em Enceladus.

Cientistas da Nasa ficaram animados com a possibilidade. “Essa será uma tremenda oportunidade de testes nossas teorias e ver se existe alguma forma de vida por lá, afirmou James L. Green, diretor de ciências planetárias da Nasa, de acordo com o New York Times.

“Agora, sabemos que não existe apenas um ambiente quente e úmido–nós percebemos que existe também alimento para essa vida”, disse Lewis Dartnell, astrobiólogo da Universidade de Leicester, ao The Independent.

Na opinião dos pesquisadores, essas novas evidências sugerem que uma missão para explorar a lua Enceladus deveria ser realizada pela humanidade. O objetivo é buscar e confirmar a existência de eventuais formas de vida na lua.

A sonda Cassini está entrando em seus últimos meses de exploração da lua Cassini e de Saturno. Ela já passou 13 meses coletando dados do planeta e de seus satélites naturais. Em setembro, a sonda entrará na atmosfera de Saturno e será o final de sua jornada.

Este conteúdo foi publicado originalmente em Exame.com