Qual é a diferença entre as hepatites A, B e C?

Por Redação Super

Edição
173
Fevereiro de 2002

Rodrigo Cavalcante

(Cícero Dallé, Monte Belo do Sul, RS)

Para começo de conversa, qualquer inflamação no fígado provocada por substâncias químicas ou microorganismos é chamada de hepatite. Aquelas causadas por vírus são classificadas como A, B, C, D, E, F e G. “Cada uma dessas letras corresponde a um tipo de vírus que ataca o fígado de forma diferente. Algumas são curadas naturalmente pelo corpo, outras podem se tornar crônicas e até matar”, diz o gastroenterologista Mário Kondo, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). As mais comuns são justamente as hepatites A, B e C. (Veja ao lado as principais diferenças entre elas.)

Bombardeio ao fígado

As três hepatites mais comuns são causadas por vírus

Hepatite A

Contágio - Por via oral, principalmente água contaminada

Sintomas - Náuseas, vômito, diarréia, cor amarelada na pele e na parte branca dos olhos (chamada de esclera) e escurecimento da urina

Tratamento - Em 99% dos casos, ela é curada naturalmente pelo organismo em duas ou três semanas. Já existe vacina contra ela

Hepatite B

Contágio - Pelo sangue (seringas não esterilizadas) e principalmente por contato sexual

Sintomas - Os mesmos da hepatite A: náuseas, vômito, diarréia, cor amarelada na pele e na parte branca dos olhos e escurecimento da urina

Tratamento - Em 50% dos casos, ela desaparece naturalmente. Nos outros 50%, se torna crônica, mas já existem remédios eficazes

Hepatite C

Contágio - Pelo sangue e por contato sexual

Sintomas - Os mesmos da hepatite A: náuseas, vômito, diarréia, cor amarelada na pele e na parte branca dos olhos e escurecimento da urina

Tratamento - Não existe vacina e, em 80% dos casos, ela se torna crônica. Os medicamentos atuais somente são eficazes em metade dessas incidências