GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

8 sinais de que você namora um(a) psicopata

O jeito de bocejar, o olfato e o paladar: pequenos detalhes podem ajudar a identificar se uma pontinha do mal vive em seu mozão.

Psicopatas são atraentes, confiantes e estilosos. Não é difícil se apaixonar por essas qualidades. O problema é que elas vêm acompanhadas de manipulação, frieza e egoísmo… Se você anda desconfiado de que está se relacionando com alguém que é um pouquinho mais perverso do que as pessoas normais, preste atenção nesses discretos sinais que podem identificar que seu mozão é, na verdade, um malzão.

O bocejo

Você já deve ter ouvido falar que os bocejos são contagiosos. Isso é verdade para a maioria dos adultos humanos – começamos a “pegar” o bocejo dos outros por volta dos 5 anos de idade. Mas as pessoas com traços de psicopatia não sentem nenhuma vontade de abrir o bocão quando veem os outros com sono. Se o seu amor não te acompanha no bocejo, vale a pena prestar atenção dobrada nos outros itens dessa lista.

A dificuldade em diferenciar cheiros

Você pode estar sempre cheiroso, mas outra bandeira de alerta é se o seu amor não sabe diferenciar seus perfumes. Ou o seu estrogonofe da lasanha da vovó. Um estudo na Austrália mostrou que quanto mais forte a tendência à psicopatia, maior a dificuldade de diferenciar cheiros.

O problema não é o nariz dos psicopatas – é o cérebro mesmo. O córtex orbitofrontal e outras áreas responsáveis pela identificação e discriminação de aromas são menos eficientes em pessoas com características do transtorno de personalidade antissocial, nome oficial da psicopatia.

Uns ciúmes esquisitos

Ciúmes todo mundo já sentiu. Mas a forma como os psicopatas lidam com essa sensação é diferente do normal. Uma pesquisa da Universidade Ocidental de Ontario estudou como o ciúme se relaciona com a Tríade do Mal, as três características que definem a maldade: maquiavelismo, narcisismo e psicopatia.

As pessoas maquiavélicas, ou seja, manipuladoras e calculistas, partiam para cima das pessoas que consideravam “competidores” românticos, com ofensas verbais e grosseria. Os narcisistas gostam de se mostrar dominantes em competições reais, comparando sua performance com a dos outros em esportes e disputas físicas. Por último, a psicopatia estava ligada com táticas para destruir a reputação dos rivais.

O pedido no bar (e no mercado, e no restaurante)

007 ficaria envergonhado, mas o gin do Martini é a típica bebida dos psicopatas. Isso porque um estudo da Universidade de Innsbruck, na Áustria, percebeu que as pessoas com tendências antissociais e sádicas eram as maiores fãs das comidas amargas: chocolate com alta porcentagem de cacau, café, gin, água tônica e frutas cítricas, por exemplo.

Os relacionamentos passados

A psicopatia também parece afetar a vida amorosa das pessoas como um todo. Indivíduos com traços de psicopatia são mais impulsivos e voláteis. Por isso, acabam tendo relacionamentos mais curtos (e numerosos) que a média das pessoas.

A religião (ou a falta dela)

Uma pesquisa americana mostrou que ateus tendem a apresentar mais traços de psicopatas do que os religiosos. Porém, o mesmo estudo mostra que a falta de crenças tem a ver com uma certa racionalidade de pensamento (que é comum entre os psicopatas, mas não exclusiva deles).

Aí temos o famoso problema da correlação. Não dá para saber se os ateus são mais psicopatas que o normal, ou se são os psicopatas que são mais ateus que a média.

Mentirinhas inocentes

Seja no perfil do Tinder ou no primeiro encontro, seres humanos mentem para melhorar sua vida amorosa. Para as mulheres, o objetivo é parecer fisicamente mais atraente. Os homens forçam a barra ao tentar parecer confiáveis e realizados profissionalmente. Só que quem faz isso muito descaradamente tende a se encaixar no grupo do Maquiavelismo. Então, se a pessoa está muito disposta a se “disfarçar” para agradar no relacionamento, é possível que ela tenha um quê da Tríade do Mal.

A escolha de carreira

A ideia de que todo CEO precisa ter um pouquinho de psicopata já virou sabedoria popular. Mas não é só nos cargos altos de empresas que eles se encontram. Geralmente, a psicopatia vem junto de uma tolerância maior ao estresse. É por isso que Kevin Dutton, especialista da Universidade de Oxford, acha que encontrou mais psicopatas entre advogados, jornalistas, policiais e chefs de cozinha (imagina o sangue frio necessário para trabalhar com Gordon Ramsay ou o Cake Boss). Padres e pastores também estavam na lista, provavelmente porque a perspectiva de liderar toda uma comunidade também é interessante para quem tem uma pontinha de psicopatia na personalidade.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Marília Isabel

    Esqueceram de dizer que diagnósticos psiquiátricos são complexos e podem levar anos para serem concluídos. Não é um post com 8 dicas que vai atestar que uma pessoa é psicopata. Por favor, mais cuidado ao lidar com a saúde mental dos leitores. E referenciem um especialista nesse tipo de postagem para ter um pouco de credibilidade e não assustar pessoas com pouco conhecimento.

    Curtir

  2. Flavio Magalhães

    Exato Marília. Brilhantes observações.

    Curtir

  3. Excelente observação, Marília Isabel.

    Curtir

  4. Wesley Nascimento da Silva

    sensanalismo sempre predomina, informação de verdade não tem lugar no mundo hoje. tenho certeza, que nunca vai ter.

    Curtir

  5. Mestre dos Magos

    Também faltou dizer que, Pessoas Normais, são as manipuláveis, são sentimentalistas que se acham racionais, é a massa de manobra alienada pelos políticos e líderes religiosos, vivem para votar e dizer amém, querem mudar o mundo mas são incapazes de mudar a si mesmas, passam a vida inteira esperando por um salvador que elas sabem que nunca vai chegar. Sendo assim, qualquer um que não faça parte dessa manada é considerado um psicopata e é óbvio que esse post foi escrito por um(a) alienado(a) com objetivo de alienar outras mentes fracas. Se todos fossem psicopatas, não existiriam vítimas, acorde, pense por conta própria, saia da manada.

    Curtir

  6. “Se todos fossem psicopatas, não existiriam vítimas” essa é uma sentença bem interessante “Mestre dos Magos”, é bem Nietzsche. Pode até ser, mas também acho que para existirem sábios, é preciso existirem tolos, logo, não ser uma vítima é só uma questão de proporção.

    Curtir

  7. Marcelo Schmitz

    Que absurdo esse primeiro item do bocejo, que matéria tosca…

    Curtir

  8. Tarmac's Surfer

    Não sou influenciado por bocejos alheios, consumo muito chocolate com alta porcentagem de cacau, bastante café, gim-tônica é minha bebida preferida e aprecio bastante as frutas cítricas e tudo que é feitos delas.
    Estava ficando extremamente preocupado com todos estes sinais, até que cheguei aos comentários e me sinto aliviado. HAHAHA!

    Curtir

  9. Como dizia meu avô… “Eta mundo véio sem porteira”
    Daqui há pouco a normalidade será exceção e os loucos os sábios.

    Curtir

  10. Julio Zamboni

    Muito incompleto esse post, nada disso ira atestar q a pessoa é um psicopata. Faltou referencias e indicações de algum especialista q entenda do assunto. Se fosse assim uma grande parte seria psicopata. Cuidado com oq vcs postam assim dessa maneira. Nem todos tem uma saúde mental boa. Cuidado!!! Vlw Flw!

    Curtir