Café com Coca-Cola espanta o sono

Os dois têm cafeína, um estimulante comprovado. Mas não na quantidade necessária para manter alguém acordado por muito tempo

Por Redação Super

Edição
271a
Novembro de 2009

Está cheio de motorista e baladeiro por aí que toma café com Coca-Cola para varar uma noite acordado. A crença é de que, misturando duas bebidas com alta concentração de cafeína, o sono vai embora. Mas quem disse que há tanta cafeína assim nessa mistura?

Uma lata do refrigerante, segundo o fabricante, tem algo entre 30 e 60 mg de cafeína. Já uma xícara de café apresenta entre 25 e 50 mg. Agora faça as contas: somando as duas doses, você estará ingerindo, no máximo, 110 mg de cafeína - pouco para espantar o sono de alguém. Até 400 mg por dia, o consumo é considerado apenas moderado. Portanto, não é uma xicarazinha de café com uma lata de Coca-Cola que vão ajudá-lo a passar uma noite inteira em claro.

A partir dos 200 mg, a capacidade de atenção e concentração pode ser prolongada, havendo um aumento na velocidade de percepção de certos estímulos visuais e auditivos. Mas isso não significa que a pessoa fica imune à sonolência. Apostar nessa mistura para não dormir ao volante, por exemplo, é uma grande roubada.


Chá com chocolate?
Essa combinação tem mais cafeína que café com Coca-Cola

Por que misturar café com Coca-Cola? Se a ideia é ingerir uma dose elevada de cafeína (desaconcelhada por médicos e nutricionistas), chá com chocolate funcionaria mais. Veja no quadro ao lado a concentração dessa substância em algumas bebidas e alimentos.


CAFÉ COADO
Xícara de 50 ml
Cafeína: 25 a 50 mg


CHOCOLATE AO LEITE
Barra de 60 g
Cafeína: até 50 mg


CAPUCCINO
Xícara de 80 ml
Cafeína: 80 a 100 mg


CAFÉ EXPRES
Xícara de 50 ml
Cafeína: 50 a 80 mg


CHÁ MATE OU PRETO
Xícara de 180 ml
Cafeína: 30 a 100 mg


COCA-COLA
Lata de 350 ml
Cafeína: 30 a 60 mg