Como organizar uma geladeira perfeita

Sabia que existem 250 doenças causadas por contaminação de alimentos? Para evitá-las, aprenda aqui a conservar direito a sua comida

Por Rafael Tonon, Sattu

Como organizar uma geladeira perfeitaSattu

1. Gaveta superior

Nunca lave a carne antes de guardá-la. E não confie nos seus olhos. Nem sempre alteração de cor indica contaminação: a carne na geladeira fica mais escura por falta de oxigênio. Por outro lado, um filé contaminado pela bactéria Escherichia coli tem aparência normal.
Frango: 2 dias
Peixe: 1 dia
Frios: 3 dias

2. Primeira prateleira

Não guarde o iogurte com a colher que você usou, ou as bactérias da sua boca farão a festa. Ovos não vão na porta, para evitar a variação térmica. Lave-os antes de guardar, pois pode haver micro-organismos (como a salmonela) na casca. Restos devem ser tampados só depois de frios.
Manteiga: 3 dias
Iogurte: 1 dia
Sobras: 1 a 2 dias
Ovos: 15 a 30 dias

3. Segunda prateleira

Latas podem sofrer contaminação nos supermercados e oxidar - por isso, coloque os enlatados em potes. Molho de tomate é muito perecível e deve ser consumido de uma só vez ou congelado - não deixe restos na geladeira. Não guarde o leite por muito tempo, pois ele absorve o cheiro dos outros alimentos.
Doces: 3 dias
Enlatados: 3 dias
Leite: 2 dias
Pudim: 3 dias

4. Gaveta

Lave as folhas em água corrente e descarte as estragadas. Os temperos costumam ficar escuros por causa do frio, por isso devem ser guardados em sacos de papel ou recipientes forrados com papel-toalha.
Legumes e frutas: 3 a 7 dias
Verduras e temperos: 2 a 3 dias

5. Porta da geladeira

Lugar de vinagre é na geladeira. Em temperatura ambiente, ele pode sofrer contaminação de bactérias. Água vai num recipiente fechado e de vidro. Cervejas devem ser tomadas de uma só vez.
Vinagre: 6 meses
Molhos: 20 a 30 dias
Refrigerante: 1 a 2 dias

 

Fontes: Maristela do Nascimento, pesquisadora do do Instituto de Tecnologia dos Alimentos; Marta Cristina Teixeira Duarte, pesquisadora e coordenadora da Divisão de Microbiologia da Unicamp; e Roseli Rossi, nutricionista.