E Aí, Chapa?

Qual é a lógica das letras nas placas dos carros?

por Luís Perez

A ordem das letras e números tem a ver com o lugar em que o veículo é emplacado. Esse esquema começou a ser adotado em fevereiro de 1990, quando as placas amarelas (com duas letras e quatro números) foram substituídas pelas cinza (com três letras). Cada estado tem suas combinações próprias (veja tabela abaixo), distribuídas pela frota local em ordem cronológica de licenciamento ou emplacamento.

É possível encontrar placas com cidades e combinações “trocadas”. Isso acontece porque, se um veículo é emplacado originariamente em um lugar e o endereço do proprietário muda, troca-se apenas a indicação de cidade e estado. Ou seja, um carro licenciado em Camaçari, Bahia, com a combinação JOL pode perfeitamente estar rodando com a indicação “São Paulo, SP”. Isso porque o primeiro emplacamento ocorreu na Bahia.

É possível escolher as letras e números da chapa do automóvel. Assim, mulheres chamadas Beatriz podem encomendar a combinação BIA e donos de BMW ostentar placas BMW. Mas também não é a festa da uva: em São Paulo, por exemplo, são proibidas combinações que formem palavras consideradas obscenas ou constrangedoras, como CUS, GAY e CKH.

 

O abc das placas

Letras indicam o estado em que o carro foi emplacado

Estado - Paraná

Série inicial - AAA-0001

Série final - BEZ-9999

Estado - São Paulo

Série inicial - BFA-0001

Série final - GKI-9999

Estado - Minas Gerais

Série inicial - GKJ-0001

Série final - HOK-9999

Estado - Maranhão

Série inicial - HOL-0001

Série final - HQE-9999

Estado - Mato Grosso do Sul

Série inicial - HQF-0001

Série final - HTW-9999

Estado - Ceará

Série inicial - HTX-0001

Série final - HZA-9999

Estado - Sergipe

Série inicial - HZB-0001

Série final - IAP-9999

Estado - Rio Grande do Sul

Série inicial - IAQ-0001

Série final - JDO-9999

Estado - Distrito Federal

Série inicial - JDP-0001

Série final - JKR-9999

Estado - Bahia

Série inicial - JKS-0001

Série final - JSZ-9999

Estado - Pará

Série inicial - JTA-0001

Série final - JWE-9999

Estado - Amazonas

Série inicial - JWF-0001

Série final - JXY-9999

Estado - Mato Grosso

Série inicial - JXZ-0001

Série final - KAU-9999

Estado - Goiás

Série inicial - KAV-0001

Série final - KFC-9999

Estado - Pernambuco

Série inicial - KFD-0001

Série final - KME-9999

Estado - Rio de Janeiro

Série inicial - KMF-0001

Série final - LVE-9999

Estado - Piauí

Série inicial - LVF-0001

Série final - LWQ-9999

Estado - Santa Catarina

Série inicial - LWR-0001

Série final - MMM-9999

Estado - Paraíba

Série inicial - MMN-0001

Série final - MOW-9999

Estado - Espírito Santo

Série inicial - MOX-0001

Série final - MTZ-9999

Estado - Alagoas

Série inicial - MUA-0001

Série final - MVK-9999

Estado - Tocantins

Série inicial - MVL-0001

Série final - MXG-9999

Estado - Rio Grande do Norte

Série inicial - MXH-0001

Série final - MZM-9999

Estado - Acre

Série inicial - MZN-0001

Série final - NAG-9999

Estado - Roraima

Série inicial - NAH-0001

Série final - NBA-9999

Estado - Rondônia

Série inicial - NBB-0001

Série final - NEH-9999

Estado - Amapá

Série inicial - NEI-0001

Série final - NFB-9999

Estado - Novas combinações liberadas para Goiás

Série inicial - NFC-0001

Série final - NGZ-9999

 

Aquarela automotiva

Por que as placas têm cores diferentes

CINZA

As mais usadas, identificam os automóveis particulares

BRANCA

Colocadas em automóveis oficiais

VERMELHA

Aplicadas em veículos como táxis, ônibus, caminhões e lotações – os chamados “veículos de aluguel”

AZUL

Carros em teste de montadoras. Quando há as letras “CC”, significa que são de consulados

VERDE

Oficinas e lojas as utilizam para demonstrar que o carro está passando por test drive

VERDE E AMARELA

São colocadas em veículos de autoridades federais dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário

PRETA

Em automóveis antigos, são um atestado de que o modelo, em geral de colecionador, é todo original

 

publicidade

anuncie

Super 338 - Maconha medicinal Com uma guerra judicial envolvendo crianças, mães e o governo, a discussão sobre as propriedades médicas da maconha pega fogo no País. Assine a Super Compre a Super

Superinteressante ed. 338
outubro/2014

Maconha medicinal
Com uma guerra judicial envolvendo crianças, mães e o governo, a discussão sobre as propriedades médicas da maconha pega fogo no País.

- sumário da edição 338
- folheie a Superinteressante

Você está na área: Cotidiano

publicidade

anuncie