GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Desenhos : a guerra das animações

Já a Columbia lança no fim do ano Tá Dando Onda, que, assim como o recente Happy Feet, também é protagonizada por um pingüinzinho rebelde.

Marcel Nadale

Selvagem parecia Madagascar. O Bicho Vai Pegar lembrava Os Sem-Floresta. Lucas – Um Intruso no Formigueiro parecia cópia de Formiguinhaz, que por sua vez remetia a Vida de Inseto. Tem sido difícil para os fãs de animação 3D não se confundir com as últimas produções do gênero – e em 2007 a sensação de déjà vu deve continuar. A Disney e a Pixar apostam em Ratatouille, outra animação estrelada por um rato, assim como Por Água Abaixo. Já a Columbia lança no fim do ano Tá Dando Onda, que, assim como o recente Happy Feet, também é protagonizada por um pingüinzinho rebelde.

O que mais preocupa os estúdios não é só a semelhança entre os lançamentos. A quantidade de desenhos em CGI (abreviação em inglês para “imagens geradas por computação”) também aumentou nos últimos anos, puxada pelo sucesso de franquias como Shrek e A Era do Gelo, que abriram o filão de filmes que atraem de crianças a idosos. De 2004 para 2006, o total de filmes desse tipo mais que duplicou, mas a média de suas bilheterias nos EUA caiu de US$ 149 milhões para pouco mais de US$ 84 milhões. Em 2007 eles também terão a concorrência de fortes blockbusters que misturam heróis de quadrinhos, atores reais e efeitos em CGI. Bom para o espectador, que vai ter um bom motivo para ir ao cinema quase todo mês.

Calendário 2007

Os filmes mais animados em cartaz este ano

8 de março – Artur e os Minimoys – produção: MGM

O diretor francês Luc Besson já vendeu mais de 1 milhão de cópias de seu livro infantil, sobre um garoto que procura um tesouro guardado por criaturas mágicas no quintal de casa. Agora a história vai virar filme dublado por Madonna.

30 de março – As tartarugas ninja – produção: Warner

Depois de 14 anos sem filme novo, as tartarugas se separaram e cresceram. Michelangelo vira animador de festas infantis e Rafael viaja pelo mundo. Quando coisas estranhas acontecem em Nova York, elas voltam a se unir.

6 de abril – A Família do Futuro – produção: Walt Disney Pictures

Um garoto que viaja no tempo e descobre que o destino de seus parentes depende de um segredo que só ele conhece. A data do filme foi programada pela Disney para bater de frente com Tartarugas Ninja, da concorrente Warner.

15 de junho – Shrek Terceiro – produção: DreamWorks

Com US$ 920 milhões acumulados, Shrek 2 se tornou não só a animação com maior bilheteria, como também a maior entre todos os filmes de comédia. Na nova seqüência, o ogro tenta se livrar do trono do Reino Muito Distante.

6 de julho – Ratatouille – produção: Pixar e Walt Disney

Os 7 filmes da Disney/Pixar renderam US$ 3,6 bilhões, mas o último, Carros, teve o pior desempenho desde Vida de Inseto, de 1998. Cabe a este ratinho, que quer ser cozinheiro de um bistrô em Paris, recolocar a parceria entre os campeões.

17 de agosto – Os Simpsons – O Filme – produção: 20th Century Fox

Quem precisa de computação gráfica em 3D quando se tem a marca mais reconhecida da animação? Em seu primeiro longa-metragem, Homer provoca um desastre tóxico em Springfield, fazendo a cidade ser evacuada.

26 de outubro – Tá Dando Onda – produção: Sony Pictures.

Em Happy Feet, o protagonista desafiava seus pais para poder se dedicar ao sapateado. Agora, outro pingüim cheio de atitude quer vencer um campeonato de surf. No elenco, as vozes dos atores Jeff Bridges e Bill Pullman.

7 de dezembro – Bee Movie – produção: DreamWorks

O comediante Jerry Seinfeld dubla uma abelha que se apaixona por uma florista e processa os humanos por consumirem mel. O filme usa um sistema de computação gráfica que dá mais riqueza de detalhes aos personagens.

Os heróis contra-atacam

As animações vão encher os cinemas este ano, mas sem tirar o espaço dos velhos filmes de heróis. Em 4 de maio, estréia Homem-Aranha 3, a mais cara adaptação de quadrinhos de todos os tempos (US$ 300 milhões). Tudo porque, desta vez, o herói enfrenta 3 vilões cheios de efeitos especiais: Venom, Homem-Areia e o Duende Macabro. Em junho, ainda vai ter a seqüência de Quarteto Fantástico, e, no mês seguinte, estréia Harry Potter e a Ordem da Fênix, a quinta aventura do bruxo.