GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Expresse sua nostalgia pelos anos 90 com esse gerador de WordArt

Até Clippy, o glorioso clipe de papel animado que servia de guia nos programas da Microsoft, está de volta

Nada de fontes monótonas em linhas obviamente retilíneas para a capa daquele trabalho de ciências. Quem cresceu nos anos 1990 sabe que finalizar textos ou apresentações em programas da Microsoft podia ser uma aventura com bem mais efeitos em degradê e letras em 3D do que permite hoje o nosso bom senso careta. E se você também sente intensas saudades daquela época mágica em que era permitido gastar mais tempo fazendo títulos super estilosos do que, sei lá, se preocupando em decorar a Fórmula de Bhaskara, vai gostar da nova criação de Mike McMillan.

O designer é responsável por Make WordArt, gerador online que permite personalizar qualquer tipo de texto nas fontes especiais que eram febre no Windows 95. Ao todo, estão presentes 15 estilos tradicionais, que incluem a maravilhosa letra em cores do arco-íris, fantásticas fontes com ondulações especiais (!) e sombras marcantes para criar apresentações com maior impacto.

Gerador de WordArt deixa você expressar o seu saudosismo pelos anos 1990

Para quem não está levando a sério esse pequeno esforço de nostalgia, saiba que o trabalho por trás dessa belezinha brega é mais complexo do que parece. Para dar nova vida à WordArt, McMillan – que também é responsável pelo Make things stranger, gerador de textos como os da abertura do seriado Stranger Things – teve que criar todos os estilos do zero.

Ele se valeu do bom e velho Google para fazer pesquisas de imagem do antigo programa, o que ajudou a relembrar todas opções oferecidas pelo pacote Office nos tempos de outrora antes de começar a montar a ferramenta online. “Eu tenho renovado respeito por toda a tecnologia dedicada a uma parte tão boba do Microsoft Word. É realmente muito difícil criar tipos ondulados ou arqueados”, o designer contou à WIRED.

Depois de criar a sua ~arte é possível salvar a imagem no computador, compartilhar nas redes sociais ou, para os mais saudosistas, investir alguns dólares para adquirir a sua imagem em camisetas e canecas.

Corre que ainda dá tempo de deixar a capa do seu TCC mais ‘dinâmica’

Corre que ainda dá tempo de deixar a capa do seu TCC mais ‘dinâmica’ (Reprodução | Mike McMillan)