GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Twin Peaks: games, músicas, filmes e séries inspirados pelo show

Zelda, As Patricinhas de Beverly Hills, Lost, Anthrax, e outros que já homenagearam série de David Lynch

“Te vejo em 25 anos”, disse Laura Palmer no último episódio, em 1991. Foi no limite. 25 anos e 11 meses depois, a série volta com o mesmo elenco e diretor, o esquisitão David Lynch. A partir desta segunda, 22, a Netflix vai disponibilizar semanalmente episódios da terceira (e inédita) temporada.

Mas não ficamos órfãos esse tempo todo. Veja obras que têm aquele quê de Twin Peaks.

Séries

(Thales Molina/Superinteressante)

O criador de Lost, Damon Lindelof já cravou: “Não existiria Lost [nem sua atual série, The Leftovers] sem Twin Peaks“. As inspirações no mundo da TV estão longe de terminar por aí, a série é também a maior fonte de inspiração para a recém-terminada Bates Motel (seu criador Calton Cuse já declarou que “praticamente copiou” a série de Laura Palmer), Gravity Falls já recriou o Red Room e até convidou Lynch para dublar o vilão BillO campeão dos inspirados, porém, com certeza é Psych: o episódio Dual Spires, da 5a temporada, conta com nada menos do que 724 referências à série – do título ao cenário –, e sete membros do elenco original.

Filmes


(Thales Molina/Superinteressante)

Ainda não entendeu por que Um Maluco No Pedaço está no primeiro quadro? Pelo mesmo motivo que trouxe As Patricinhas de Beverly Hills para essa matéria: as piadas. Em determinado momento do filme sobre meninas mimadas de Los Angeles, a protagonista Cher, vivida por Alicia Silverstone, fala “Estou vivendo um momento Twin Peaks”.

Já em Donnie Darko, a cena em que conhecemos o colégio do protagonista é idêntica a uma de Os Últimos Dias de Laura Palmer, o longa-metragem da série.

Games

 


(Thales Molina/Superinteressante)

Todo clima e a temática de Alan Wake tem aquele tom de Twin Peaks, mas as coisas ficam explícitas em duas situações: uma é a personagem Lamp Lady, uma clara homenagem à Log Lady de Lynch; a outra aparece quando você consegue coletar 25 garrafas térmicas dentro do jogo: o nome desse desafio é “Dam Good Cup of Coffe”, frase icônica do personagem Dale Cooper. Em Metal Gear Solid 2 também conseguimos perceber a influência da série. O criador do game, Hideo Kojima, é fã assumido de Lynch e usa símbolos parecidos no jogo (como o irmão bom e mau com cabelos preto e branco). Life is Strange também não é discreto com a inspiração, escondendo referências que vão desde a placa de carro “TWNPKS” até os inscritos “Fire Walk With Me” (título do filme da série em inglês) nos espelhos de uma cena. 

O mais surpreendente, no entanto, é o game The Legend of Zelda: Link’s Awakening, de 1993. O diretor do game, Takashi Tezuka, afirmou que os personagens do jogo só são misteriosos e sombrios graças à série de TV.

Música

 

A banda Bastille lançou, em 2013, a música Laura Palmer, em uma homenagem óbvia. 20 anos antes, o Anthrax também falava sobre a série. O compositor de Twin Peaks, Angelo Badalamenti, colaborou com a música Black Lodge, e o clipe de Only conta com o ator Frank Silva, o vilão Bob.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Bárbara Kurz

    David Lynch, não David Fincher!

    Curtir