Fotos

As 10 missões espaciais mais importantes em atividade

Por Silvia Lee

Em menos de cinco anos, o homem terá enviado sondas para todos os planetas do Sistema Solar, pousado em um asteróide pela primeira vez e dado um importante passo para uma viagem tripulada a Marte. Confira as missões espaciais responsáveis por essas e outras conquistas. http://super.abril.com.br/astronomia/ MSL (Lançamento: 2011) - Esta é a missão da vez. A mais sofisticada sonda que pousará em Marte, o jipe-robô Curiosity, procurará indícios de condições favoráveis à vida, a partir da análise de minerais argilosos (formados com água) identificados por lá. Também coletará dados para uma futura missão tripulada. http://super.abril.com.br/astronomia/ MRO (Lançamento: 2005) - Com as fotos de altíssima resolução tiradas por esta sonda a partir da órbita de Marte, informações inéditas sobre a superfície e atmosfera marcianas possibilitaram aos cientistas encontrarem lugares para pousos futuros, como o do robô Curiosity na Cratera Gale (foto). http://super.abril.com.br/astronomia/ MESSENGER (Lançamento: 2004) - A primeira sonda a orbitar Mercúrio demorou 6 anos e meio para chegar ao menor planeta do Sistema Solar. Desde então, a missão vem cumprindo o feito inédito de mapear toda a superfície do planeta - ela já nos enviou quase 100 mil fotos em alta resolução. http://super.abril.com.br/astronomia/ Cassini-Huygens (Lançamento: 1997) - Com o objetivo de estudar Saturno, seus anéis e suas luas, o projeto tem duas sondas: Cassini Orbiter, que em 2004 se tornou a primeira espaçonave a orbitar o planeta; e Huygens, que em 2005 pousou na superfície de Titã, a maior das 60 luas de Saturno - outro feito inédito. http://super.abril.com.br/astronomia/ Venus Express (Lançamento: 2005) - Vai estudar a atmosfera e as nuvens venusianas com precisão sem precedentes. A sonda demorou 'apenas' 5 meses para chegar à órbita de Vênus, que, apesar de ter tamanho e composição química semelhantes às da Terra, evoluiu de maneira diferente. Esta missão está nos ajudando a descobrir o porquê. http://super.abril.com.br/astronomia/ Juno (Lançamento: 2011) - Quando entrar na órbita de Júpiter em 2016, a sonda vai estudar como o gigante gasoso se formou, mapeando sua atmosfera e os campos gravitacional e magnético. A nave usa o chamado impulso gravitacional (a gravidade exercida pela Terra) para acelerar e viajou a distância entre a Terra e a Lua (402 mil km) em apenas um dia. http://super.abril.com.br/astronomia/ New Horizons (Lançamento: 2006) - Esta sonda pesquisará o longínquo e pequeno Plutão, que tem apenas 66% do diâmetro da Lua. Em 2015, a missão fará história ao sobrevoar o planeta, após percorrer os quase 5 bilhões de quilômetros que nos separam. A sonda também estudará os confins do Sistema Solar e os misteriosos objetos ali existentes. http://super.abril.com.br/astronomia/ Rosetta (Lançamento: 2004) - Esta sonda tem um objetivo inédito: pousar em um cometa. Quando vencer os 790 milhões de quilômetros e finalmente encontrar o Cometa 67P em 2014, a nave europeia irá lançar o módulo Philae para pousar no núcleo de gelo do cometa e estudar a origem destes objetos e suas implicações com a origem do Sistema Solar. http://super.abril.com.br/astronomia/ Dawn (Lançamento: 2007) - Quais são as condições para a formação e evolução dos planetas? É a esta pergunta que a missão americana está tentando responder ao visitar os dois maiores protoplanetas do Cinturão de Asteroides: Vesta e Ceres. A sonda atualmente se encontra na órbita do asteroide Vesta e deve chegar a Ceres em 2015. http://super.abril.com.br/astronomia/ Voyager 1 e 2 (Lançamento: 1977) - Esta é a missão mais longa em atividade no espaço. Voyager 1 é o artefato produzido pelo homem mais distante da Terra e está prestes a sair do Sistema Solar. Uma curiosidade: ambas carregam um disco com sons e imagens da Terra selecionados por uma comissão presidida por Carl Sagan. Vai que... http://super.abril.com.br/astronomia/

publicidade

anuncie

publicidade

anuncie

OUTROS INFOGRÁFICOS