GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Combo de vitamina C e antibiótico é arma poderosa contra o câncer

Aliada ao ácido ascórbico, a doxiciclina foi cem vezes mais eficiente do que um remédio tradicional no combate aos tumores

Na vida, há certas combinações que é melhor você deixar de lado. Se está tomando um antibiótico, por exemplo, sair para a balada e encher a cara não é lá uma boa ideia. E não é nem porque a bebida “corta” o efeito da medicação – embora isso também possa acontecer em alguns casos. O problema é de ordem mais prática: além do efeito diurético que o álcool possui (fazendo com que o remédio vá embora pela urina), beber além da conta pode sobrecarregar o organismo, já ocupado na tarefa de metabolizar o medicamento.

Por mais antissocial que pareça na hora, se preservar nessas situações e ficar só no suquinho de laranja não é uma ideia ruim. A escolha, inclusive, pode prevenir que você desenvolva câncer. É o que defende um grupo de pesquisadores da Universidade de Salford, na Inglaterra. Eles descobriram que o combo vitamina C + antibióticos tem boa eficácia no combate a tumores. Além de matar as células cancerígenas, o mix também pode impedir que elas voltem a dar o ar da graça no seu corpo.

A terapia criada pelos cientistas uniu a doxiciclina (antibiótico comum para tratar doenças causadas por bactérias e protozoários) ao ácido ascórbico, nome de laboratório da vitamina C. Durante três meses, os cientistas testaram a mistura em culturas de células-tronco cancerígenas. A técnica se mostrou cem vezes mais eficiente que outra substância testada no tratamento de câncer, a 2-Desoxi-D-Glicose (2-DG).

O coquetel cítrico corta o mal pela raiz porque ataca as fontes de energia das células com câncer. Uma vez que os tumores podem alternar entre diferentes formas de buscar energia, o objetivo da medicação é matar essa versatilidade – fazendo com que o câncer só consiga utilizar glicose. Esse cardápio restrito, por si só, já causa a morte de um bom número das células tumorais.

Para acabar com as restantes, os cientistas dão o golpe final com a vitamina C. A substância paralisa o funcionamento das mitocôndrias das células que permaneceram vivas. Assim, a possibilidade de usar glicose vai também para o ralo – e o câncer morre de fome.

O fato dos cientistas combinarem duas substâncias não tóxicas no combate de um câncer pode ser considerado um bom avanço, sem dúvida. Entender a dinâmica das células-tronco tumorais é chave para compreender o crescimento e retorno dos cânceres, além do porquê de elas eventualmente se tornarem resistentes aos tratamentos.

Apesar disso, a advertência “não tente fazer isso em casa” não poderia ser mais adequada à situação – mesmo que você tenha disponível um vidrinho de amoxicilina no armário e algumas laranjas na fruteira. Os testes foram feitos somente em culturas de células cultivadas em laboratórios, sem terem passado pelas etapas com animais ainda – em humanos, muito menos. É preciso verificar também, a resposta dada por outros tipos de tumor, já que o estudo usou apenas células de câncer de mama.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s