GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Médicos – e médicas – correm muito mais risco de suicídio

20 SEGREDOS QUE OS MÉDICOS NÃO CONTAM
NÚMERO 3 | TODOS OS OUTROS

Um estudo conduzido pela American Foundation for Suicide Prevention, em 2008, descobriu que o índice de suicídios entre médicos é 70% maior que na população em geral. Entre médicas, 400% maior.

“Há fatores que geram ansiedade e depressão, como alto número de horas trabalhadas, stress e a responsabilidade de lidar com tragédias humanas”, diz o psiquiatra Mauro Aranha, vice-presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp).

Além das durezas clássicas da profissão, o alto índice também é sintoma de uma piora nas condições de trabalho, com jornadas cada vez mais árduas e difíceis. E isso leva alguns a buscar válvulas de escape.

Uma pesquisa com 7 mil cirurgiões nos EUA constatou que 13,9% deles têm problemas com álcool – o dobro da população. “O estudo avaliou cirurgiões, mas a gente vê isso em todas as áreas”, diz Alexandrina Meleiro, da comissão de saúde mental médica da Associação Brasileira de Psiquiatria.

Fontes: Experts Address Risk of Physician Suicide. JAMA 2005, 294; Prevalence of Alcohol Use Disorders Among American Surgeons. Michael Oreskovich e outros, American College of Surgeons

PRÓXIMO SEGREDO: Ficar internado em hospital pode ser um risco