GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Noturno ou diurno? Teste científico explica seu relógio biológico

Cientistas criaram teste online que produz um relatório personalizado sobre os ciclos do seu corpo - e divide as pessoas em 7 cronotipos diferentes

Ritmo circadiano é o nome chique dado ao relógio biológico, o ritmo todo especial que seu corpo tem desde que você nasceu. Tradicionalmente, as pessoas são divididas em dois tipos de ritmo: o matutino, das pessoas que acordam cedo cheias de energia, e o vespertino, daquelas que se sentem mais animadas se puderem dormir às 3h e acordar ao meio-dia.

A internet está cheia de testes que classificam as pessoas nessas duas categorias. Eles são divertidos, mas nenhum deles tem validade científica. Até agora.

A Universidade Ludwig-Maximilians, na Alemanha, criou o Questionário de Cronotipos de Munique. Ao contrário dos testes informais, ela não divide as pessoas em 2 tipos, mas em 7 subtipos.

Os pesquisadores explicam que dá para pensar em cronotipos como pensamos em altura: na população, poucas pessoas são extremamente altas ou baixas. A maioria fica no meio. Da mesma forma, existe gente noturna e gente diurna, mas a maior parte está no meio termo.

O teste, que leva entre 5 e 10 minutos, pode ser feito neste link. Por e-mail, você recebe um relatório que explica em qual dos sete subtipos você se encaixa, como se compara ao resto da população e como esse ciclo afeta a sua vida.

Veja também

Se seu cronotipo é muito extremo, por exemplo, a vida fica mais difícil. Porque além do seu relógio biológico, existe um relógio social. Se você é noturno ou acorda muito cedo (e sente sono assim que o sol se põe), fica difícil se adequar às exigências, tanto do “horário comercial” quanto do bar com os amigos que corta madrugadas. Com isso, você vai acumulando déficits de sono, que podem trazer prejuízos à atenção e a memória. Por isso, o teste calcula quantos minutos de sono você está “devendo” por dia.

Mas o ritmo circadiano não é uma sentença – apesar de ser genético, ele pode ser alterado por fatores ambientais, especialmente a exposição à luz. Isso também, aliás, vem explicado no relatório.

Como alterar seu relógio biológico

Se você sente que seu relógio biológico te faz sentir sono tarde demais, o truque é se expor o máximo possível à luz solar durante a manhã. Luz artificial não resolve – a intensidade é muito menor que a natural. Fuja dos telhados nos primeiros horários do dia e evite luminosidade intensa no fim da tarde. Assim, você adianta o relógio e consegue dormir mais cedo. Para aguentar dormir mais tarde, faça o oposto.