GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

As 15 universidades brasileiras mais respeitadas no mundo

Ranking global da consultoria QS coloca a USP no top 150 do planeta. Confira a lista com as brasileiras mais bem avaliadas

Como tem sido ao longo dos anos o ranking de universidades publicado pela consultoria QS coloca a Universidade de São Paulo (USP) em primeiro lugar entre as brasileiras ranqueadas.

A melhor colocação de uma instituição brasileira, na 121ª posição, fica, no entanto, distante do top 10 da lista, que traz o prestigiado MIT em primeiro lugar.

O ranking publicado anualmente leva em conta a reputação acadêmica (40% da nota), o prestígio entre os recrutadores (10% da nota), a proporção de professores por aluno (20% da nota), número de citações de pesquisas (20% da nota) e a internacionalização (5% da nota).

Confira quais, além da USP, são as 14 melhores instituições de ensino, de acordo com a lista de 2018 da QS (a lista completa com todas as universidades está no site da consultoria).

1. Universidade de São Paulo (USP)

(USP/Divulgação)

Posição no ranking 2018: 121
Posição no ranking 2017: 120
Posição no ranking 2016: 143

2. Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

(Wikimedia Commons/Divulgação)

Posição no ranking 2018: 182
Posição no ranking 2017: 191
Posição no ranking 2016: 195

3. Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

(Wikimedia Commons/Divulgação)

Posição no ranking 2018: 311
Posição no ranking 2017: 321
Posição no ranking 2016: 323

4. Universidade Estadual Paulista (Unesp)

(Wikimedia Commons/Divulgação)

Posição no ranking 2018: 491-500
Posição no ranking 2017: 501-500
Posição no ranking 2016: 481-490

5. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP)

(PUCSP/Divulgação)

Posição no ranking 2018: 501-550
Posição no ranking 2017: 501-500
Posição no ranking 2016: 501-500

6. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUCRJ)

(PUC-RJ/Divulgação)

Posição no ranking 2018: 501-550
Posição no ranking 2017: 501-550
Posição no ranking 2016: 501-550

7. Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)

(Unifesp/Divulgação)

Posição no ranking 2018: 501-550
Posição no ranking 2017: 501-550
Posição no ranking 2016: 491-500

8. Universidade Federal do Rio Grande Do Sul (UFRGS)

(Wikimedia Commons/Divulgação)

Posição no ranking 2018: 501-550
Posição no ranking 2017: 461-470
Posição no ranking 2016: 451-460

9. Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

(UFMG/Divulgação)

Posição no ranking 2018: 551-600
Posição no ranking 2017: 551-600
Posição no ranking 2016: 551-600

10. Universidade de Brasília (UnB)

(Wikimedia Commons/Divulgação)

Posição no ranking 2018: 651-700
Posição no ranking 2017: 601-650
Posição no ranking 2016: 491-500

11. Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)

(UFSCAR/Divulgação)

Posição no ranking 2018: 651-700
Posição no ranking 2017: 651-700
Posição no ranking 2016: 651-700

12. Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

(Wikimedia Commons/Divulgação)

Posição no ranking 2018: 751-800
Posição no ranking 2017: 701-750
Posição no ranking 2016: 701-750

13. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS)

(PUCRS/Divulgação)

Posição no ranking 2018: 801-1000
Posição no ranking 2017: 701-750
Posição no ranking 2016: 701-750

14. Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)

(UERJ/Divulgação)

Posição no ranking 2018: 801-1000
Posição no ranking 2017: 701-750
Posição no ranking 2016: 651-700

15. Universidade Estadual de Londrina (UEL)

(UEL/Divulgação)

Posição no ranking 2018: 801-1000
Posição no ranking 2017: 701-750
Posição no ranking 2016: 701-750

Este conteúdo foi originalmente publicado em Exame.com