GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Chapecoense: time vivia o melhor momento de sua história

Time precisou de apenas 7 anos para sair da quarta divisão do brasileiro e chegar à final da Sul-Americana.

chapecoense

A equipe do oeste de Santa Catarina é jovem: surgiu em 1973, enquanto os times mais tradicionais do país estrearam nos primeiros anos do século 20. A equipe começou pequena, como um time amador, mas não demorou para levantar sua primeira taça – o campeonato catarinense de 1977, batendo os três tradicionais do Estado: Figueirense (fundado em 1921), Avaí (1923) e Criciúma (1947).

Depois dessa conquista, a Chapecoense acabou ofuscada por um time ainda mais jovem, o Joinville. Fundado em 1976, o time do norte de Santa Catarina emendou 8 títulos estaduais em sequência.

A Chapecoense seguiu como uma equipe coadjuvante, conquistando só mais um catarinense no século 20, em 1996. O pior momento viria em 2001, quando o clube amargou a última colocação no estadual. Depois disso a Chape quase faliu, mas logo começaria uma volta por cima histórica.

Em 2007, conquistaria seu terceiro título catarinense. Mas a arrancada de fato começaria só dois anos depois. Em 2009, a Chapecoense começou a ganhar alguma expressão nacional. Fez uma boa campanha na Série D do Brasileiro, disputando uma semifinal no Maracanã contra o Macaé, na abertura de um Fla-Flu. Os catarinenses perderam por 2 x 0, desperdiçando a chance de ir a final. Só que o mais importante já estava assegurado: a classificação para a Série C.    

Em 2012, conseguiu chegar à semifinal no mata-mata da terceira divisão, e conquistou o acesso à Série B. Agora a briga era por pontos corridos, tipo de disputa que tende a premiar as equipes mais fortes. A novata Chape, então, começou como azarão. Mas o azar foi de quem apostou contra os catarinenses. Naquela Série de B de 2013 o time só pontuou menos que o Palmeiras, que também disputou a segunda divisão naquele ano. Pronto. Com o resultado, a Chapecoense completava 40 anos de existência chegando à divisão de elite do nacional.

Sem ter como disputar em pé de igualdade com os maiores times do país, a Chapecoense tinha como objetivo manter-se na Série A. Conseguiu, terminando o campeonato em 15º. Mais importante que isso, porém, foi a goleada de 5 x 0 que aplicou no Inter, resultado mais marcante da história do clube até então.

No Brasileiro do ano seguinte, 2015, outra goleada digna de nota: 5 x 1 sobre o Palmeiras. Mas o maior momento daquele ano seria outro: a participação do time em seu primeiro torneio internacional, a Copa Sulamericana, para a qual havia se classificado no ano anterior.

E o time fez bonito: chegou a bater o River Plate em um dos jogos das quartas de final, por 2 a 1. Só não avançou porque tinha sido derrotado fora de casa pelo argentinos por um placar mais elástico, 3 a 1.

Na Sulamericana de 2016, porém, os times de fora não foram páreo para a Chapecoense. Depois de bater  forças tradicionais, como o Independiente e o San Lorenzo, chegou à final. Nesta quarta, jogaria a primeira partida das finais, contra o Nacional da Colômbia, tentando seu primeiro título internacional. Seria a partida mais importante da história do clube.      

 

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s