GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Cinco usos inusitados do plástico bolha (CONTEÚDO EXTRA)

Felipe Van Deursen

Criado nos anos 50, quando dois inventores tentaram bolar um papel de parede que fosse mais fácil de lavar, o plástico bolha atravessou as décadas seguintes como um produto extremamente útil e popular para embalar produtos frágeis. Só que, mais que isso, ele virou um ícone pop.

Nos Estados Unidos, onde o invento surgiu, existe há 10 anos o Dia do Plástico Bolha, comemorado na última segunda-feira de janeiro. A data teria sido criada por dois DJs de rádio entediados com a falta de eventos entre o dia de Martin Luther King e o Super Bowl, a finalíssima do futebol americano. Na data, os fãs criam esculturas e participam de brincadeiras e gincanas com o plec-plec do estouro do plástico. Até a empresa Sealed Air, fundada pelos inventores do plástico bolha e proprietária da marca registrada do produto, entra na onda.

CONHEÇA 5 US INOVADORES DO PLÁSTICO BOLHA

1 – Próteses de pernas
A Sealed Air organiza um concurso anual para jovens inventores que usam o plástico bolha como fonte de novos inventos. Em 2007, por exemplo, o adolescente Grayson Rosenberger foi o vencedor ao usar secador de cabelo, fita adesiva e plástico bolha para criar próteses de pernas. Inspirado pela mãe, que perdeu as pernas em um acidente, ele inventou essas versões que, além de mais baratas, são mais humanizadas que as pernas finas de metal, pois têm o formato de um membro humano. Com meias e calças cobrindo, assemelham-se a pernas naturais. E a família foi além. Sua fundação leva as próteses de plástico bolha a pessoas amputadas de Gana.

Saiba mais: http://www.standingwithhope.com/prosthetic-limb-outreach/bubble-wrap-coverings/

2 – Evitar cristais no sorvete
Sabe quando abrimos um balde de sorvete, guardamos no congelador e, depois, ao voltar a atacar o doce, há uns cristaizinhos nas bordas da embalagem, que comprometem a cremosidade do sorvete? Evite isso: quando for colocar o pote de volta no freezer, vede-o com plástico bolha. Ajudar a manter o cremoso até o fim.

3 – Percussão (junto a um bom editor de vídeo)
Esta moça até consegue segurar o risinho ao fazer sua música com vários tipos de plástico bolha. Mas tem alguns momentos em que ela não evita a óbvia sensação de prazer do POP-PLEC-PLOC. Repare:

4 – Vestido de gala
Atenção, meninas que querem arrasar na próxima festa. Plástico bolha inspira até os maiores estilistas do mundo. Jennifer Lopez usou um Giorgio Armani no Oscar 2010 – a escolha foi contestada por muitas revistas de celebridade. Mas não dá pra não dizer que o vestido é inusitado. Apenas que não é exclusivo. A atriz Amanda Seyfried vestiu modelo semelhante na mesma edição do evento.

Imagem: OK! Magazine

5 – Estender a temporada de esqui na Escócia
John McClatchey, professor da University of the Highlands and Islands, da Escócia, descobriu este ano que folhas de plástico bolha evitam o derretimento de neve e a consequente ação do vento sobre ela nas estações de esqui. Quando pintado de prata, o plástico torna-se ainda mais eficiente, pois reflete a luz solar, evitando que ela chegue à neve. A descoberta é importante porque pode aumentar em até dois fins de semana a temporada de esqui na Escócia, o que estimula o turismo e a economia. Muitas estações perderam uma média de dois dias por ano nas últimas três décadas.