GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Computador vence humano em Go, jogo mais complexo que xadrez

O jogo era um dos poucos que permanecia dominado por humanos

Um computador, enfim, bateu um humano em Go, jogo chinês conhecido por ser um dos mais complexos do mundo. A ideia é simples: peças são colocadas sobre os pontos formados no tabuleiro, se você cerca uma ou mais pedras adversárias, elas se tornam suas. Nenhuma peça se mexe, apenas novas são adicionadas. O ponto é que a grande quantidade de casas no tabuleiro aumenta muito as possibilidades de estratégias do jogo – uma partida pode ter mais resultados do que a quantidade de átomos estimados no universo -, o que torna quase impossível um computador calcular as melhores jogadas. Ou melhor, tornava. O Google acredita que esse desafio vai ficar no passado. A empresa afirma ter inventado uma máquina que é praticamente imbatível no jogo.

À primeira vista a informação pode nem impressionar tanto – o xadrez, tido como supercomplexo, já é dominado pelos computadores desde 1997 -, mas, na realidade, conseguir vencer uma partida de Go é muito mais difícil do que conseguir um belo xeque-mate. A complexidade dos números e objetivos justificam porque o game demorou tanto para ter um máquina à sua altura.

Veja as diferanças em Go e xadrez:

Para conseguir fazer um computador que performasse bem em Go, os programadores não ensinaram a máquina a seguir as regras, eles ensinaram a máquina a pensar. O jogador robótico, chamado de AlphaGo, tem um software que consegue interpretar padrões em um sistema que tenta simular o aprendizado humano. O robô estudou 30 milhões de jogadas feitas por especialistas e depois foi colocado contra 50 outros computadores, gerando novas análises ao final de cada partida. Na prática, esse tipo de estudo pode ser utilizado em qualquer ocasião, seja em outros jogos ou até mesmo fora do tabuleiro, analisando padrões em exames médicos ou repetições notadas em mudanças climáticas e econômicas, por exemplo.

LEIA: A vida imita o xadrez

O interesse pela construção de um robô especialista em Go não é exclusivo do Google; outro gigante da internet também está produzindo seu próprio software: o Facebook. Na última quarta (27), Mark Zuckemberg postou em sua página pessoal um vídeo em que o software desenvolvido por sua equipe (chamado de darkforest) aparece funcionando, enquanto comenta sobre sua animação sobre o projeto. Não é a primeira vez que o site mostra interesse no game. Em novembro de 2015, o perfil do time de engenharia do Facebook postou um vídeo mostrando o desenvolvimento de sua versão.

De acordo com o Google, os resultados das partidas têm sido bem favoráveis ao AlphaGo. A máquina venceu 99,8% das partidas contra outros programas desenvolvidos com o mesmo propósito. E quando se pensa na luta homem vs máquina, o robô também não tem tido muitos problemas: o Alpha já derrotou cinco vezes o campeão europeu de Go e tem marcada para março uma partida contra Lee Sedol, jogador profissional coreano tido como o melhor player do mundo. 

LEIA TAMBÉM:
2 mil anos de xadrez
Morre o pai da inteligência artificial, Marvin Minsky
Como e onde surgiu o xadrez?