GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

O que a Nasa tem a ver com o “travesseiro da Nasa”?

Ele quase foi para o espaço, mas falhou no teste do nariz

Na verdade, o travesseiro é tão “da Nasa” quanto um vestibulando reprovado na Fuvest é “da USP”. Sua espuma viscoelástica foi desenvolvida para equipar foguetes, mas não embarcou neles. Tudo bem: ele é oficialmente um Nasa spin-off, termo para avanços que chegam ao mercado graças a uma forcinha da agência espacial americana.

Tudo começou em 1966, quando a Nasa encomendou um material de revestimento para a nave que absorvesse choques. Surgiu a espuma viscoelástica, que se adaptava ao formato do corpo e voltava ao volume original quando a pressão era removida. Mas havia um detalhe: o cheiro foi considerado muito forte.

Perseverante, um engenheiro envolvido no projeto, Charles A. Yost, fundou uma empresa para comercializar a espuma, que passou a ser usada em equipamentos médicos, como próteses, camas, cadeiras de roda. Nos anos 80, quando a tecnologia ficou mais barata e menos cheirosa, caiu no gosto dos fabricantes de travesseiros e colchões. Aliás, fique atento: muitos dão a entender que são inteiramente de viscoelástico, quando na verdade só a camada mais externa leva espuma.

Do espaço para o dia a dia
Alguns produtos que incorporaram tecnologia e know-how da Nasa Espuma viscoelástica
Criada para foguetes em 1966, mas nunca usada neles, hoje acolchoa travesseiros, colchões, aviões, automóveis, motocicletas, capacetes de futebol americano, bancos de montanha-russa, selas de cavalo, próteses humanas e animais.LEDs
Os diodos emissores de luz (significado da sigla em inglês), presentes em todo tipo de aparelho, surgiram nos painéis dos ônibus espaciais.

Aspirador de pó portátil
As missões para a Lua precisavam de um aparelho pequeno e econômico para sugar partículas do solo lunar. Seu design inspirou os miniaspiradores – o mais famoso deles é o Dustbuster.

Papinha turbinada
Um aditivo para astronautas, baseado em microalgas, hoje está presente, com o nome comercial de Formulaid, em comidas para bebês.