GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Redes sociais preveem desastres naturais

Pesquisa de universidade britânica analisa dez anos de fotos do Flickr para entender o potencial do conteúdo que compartilhamos na análise ambiental

Quem escreve textões sobre o calor lá fora ou piadinhas sobre o tempo que fechou do nada não sabe, mas está fornecendo informações meteorológicas importantes. Um estudo desenvolvido na Warwick University aponta que a interpretação dos conteúdos postados pelos usuários pode ser fundamental na detecção de riscos e previsão de desastres ambientais.

Uma imagem, na internet, possui valor muito maior que apenas o visual. Legendas, tags, localização; tudo ajuda a compor a informação. Apostando nisso, os pesquisadores analisaram o Flickr. Utilizado para compartilhar imagens e vídeos, ele foi escolhido para ser monitorado durante um período de dez anos (entre 2004 e 2014). Nele, foram buscadas imagens marcadas com palavras-chave como “rio”, “água”, ou “natureza”, tags genéricas, normalmente presentes em fotos comuns de uma paisagem. Mas elas poderiam ser lidas como um aviso.

Quando associadas às tags “inundação”, ou “enchente”, por exemplo, as imagens se tornavam um relato preciso das condições climáticas de determinado local – com a vantagem de terem sido feitas por testemunhas oculares.

Veja também

As redes sociais permitem que o material sirva para entender os desastres, bem como para criar de medidas de prevenção. É o que defende a autora do estudo, Nataliya Tkachenko. “A oportunidade representada por essas novas fontes de dados são realmente promissoras para nos ajudar a proteger nossas casas, salvar vidas e projetar cidades mais resilientes”, diz por meio de comunicado oficial.

No caso de enchentes, por exemplo, ferramentas como monitores de nível dos rios são comumente utilizadas em regiões com histórico do problema. Tais técnicas, no entanto, excluem a possibilidade de acompanhamento em tempo real e só alertam a comunidade e as autoridades em situações extremas. As fotos e suas legendas, teriam, assim, impacto mais local, tornando mais fácil medir os impactos dos desastres na vida das pessoas. Desastres naturais poderiam, sob essa perspectiva, ser combatidos antes de acontecerem.