GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Entenda de uma vez o que é o bitcoin

O Bitcoin foi a moeda que mais se valorizou em 2016 – quase 150% em relação ao dólar. Mas resta a questão: bitcoin é uma moeda mesmo? Vamos ver. Questão número 1: o que é uma moeda at all?
Moeda é o seguinte. Vc e os seus amigos pegam e desistem de usar o real. Adotam no lugar folhas de sulfite com a sua assinatura. Se um amigo seu é pescador, outro é cabeleireiro e outro produz histórias em quadrinhos, já temos uma economia: o pescador vende comida pro cabeleireiro e recebe em troca folhas de sulfite assinadas que ele poderá usar para comprar quadrinhos. O cara dos quadrinhos, pela vez dele, poderá se alimentar sem ter de produzir quadrinhos para o pescador. Se ele vender umas tirinhas para o cabeleireiro, vai poder comprar comida com o pescador com as folhas de sulfite que recebeu.
Aumente essa rede para um universo com alguns milhões de agentes econômicos – pescadores, cabeleireiros, analistas de TI, arquitetos, comediantes de stand up – e você tem um país, uma entidade com moeda própria, e com um agente que produz essa moeda (um banco central). Esse moeda servirá para que os habitantes do seu país comprem o que o seu país produz.
Se o seu país não produz nada que interesse a outro país, sua moeda não valerá nada. Os outros países têm seus próprios peixes e seus próprios cabeleireiros, afinal.
Então o cabeleireiro pega e encontra uma mina de lítio no seu país. O pescador e o quadrinista talvez não se interessem pelo mineral. Mas o Elon Musk, da Tesla, que está prestes a levantar a maior fábrica de baterias de lítio do mundo, nos EUA, certamente vai querer.
O Elon Musk, porém, tem um problema. Ele não vive no seu país. Não possui as folhas de sulfite assinadas, necessárias para comprar qualquer coisa no seu país (lembre-se – vc e seus amigos deixaram de usar o real).
O que o Elon faz, então? Chega para você, que é o cara que assina as folhas de sulfite, e oferece uma cacetada da moeda dele (o dólar) em troca daquela que vc produz (as folhas de sulfite assinadas), de modo que possa comprar o lítio do cabeleireiro.
Você pode combinar com o Elon que vai dar uma unidade da sua moeda para cada dois dólares dele. Se ele aceitar, sua moeda já está valendo US$ 2. Nisso, quando o quadrinista quiser comprar um iPhone, ele troca com vc as folhas de sulfite dele por dólares do Elon, sai das suas fronteiras e compra o iPhone. Seu país jamais produziu um iPhone, mas sua moeda, que graças ao lítio ganhou valor no mercado internacional, agora serve para que os habitantes do seu país façam compras no exterior.
O real mesmo só tem valor pq o pessoal da gringa precisa de reais para comprar o petróleo, o minério de ferro e a soja que este país produz. Quanto mais demanda houver por essas mercadorias, mais o real vai se valorizar – por isso a nossa moeda estava valendo tanto quando a China despontou como um gigantesco comprador de petróleo, minério de ferro e soja.
De volta ao bitcoin. Ele é uma “folha de sulfite assinada” que não é emitida por país nenhum. Mas, por milagre, existe quem venda quadrinhos e cortes de cabelo em troca de Bitcoin, em vários países. São esses quadrihos e cortes de cabelo que conferem valor ao bitcoin. Quantos quadrinhos e cortes? Não muitos. O número de trasações diárias de câmbio envolvendo bitcoins é de 300 mil por dia – menos do que o número de transações diárias que envolvem a moeda da Croácia, o kuna (que serve para comprar dois dos maiores produtos de exportação da Croácia – serragem e transformadores elétricos).
Um dólar compra sete kunas. Já uma unidade de bitcoin compra mais de mil dólares.
Faz sentido? Para quem imagina que, nos próximos anos, haverá gente vendendo lítio, iPhones e minério de ferro em troca de bitcoins, faz. Mas isso ainda é só uma esperança: o que dá mesmo para comprar com bitcoin hoje são quadrinhos e cortes de cabelo nas Vilas Madalenas de Berlim e Nova York – geralmente vendidos por sujeitos de coque samurai que contam com vastas reservas de euros e dólares nas contas bancárias paternas.
Bom, outra dúvida que muita gente tem é sobre o caráter eletrônico do bitcoin. Mas isso não faz diferença. O real TAMBÉM é uma moeda eletrônica. Só 2% dos reais que existem na economia existem na forma de papel. O resto é código binário que flui entre contas bancárias. É impossível produzir reais eletrônicos e transferir para a sua conta. Com bitcoin é a mesma coisa – ele não existe na forma de papel, mas também é impossível vc produzi-los no seu computador. Você tem de comprar de alguém ou oferecer algum produto ou serviço para esse alguém em troca de bitcoins, e o suprimento é limitado – assim como o do real, ou o de qualquer outra moeda.
Então é isso: o bitcoin pode estar valendo mil dólares. Mas ainda é vento. Tudo o que lhe confere valor é a fé de que, um dia, ele terá valor de fato.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Bruno Meneguello

    Essa postagem foi escrita por um jornalista ou por um estagiário recém contratado? Ah, foi pelo “diretor de redação” da revista. Isso explica a queda de qualidade nos últimos anos.
    Primeiramente, sua explicação sobre o que é uma moeda é absolutamente medíocre. Essa pode ser no máximo sua opinião. Uma moeda é qualquer meio de troca amplamente aceito por uma comunidade. Isso inclui metais raros, artigos raros (como já foi o sal e as especiarias) ou chaves criptográficas, como no caso do Bitcoin. Essa sua descrição rasa é apenas uma visão limitada do que o governo nos impõe como moeda. O Real, bem como a maioria das moedas do mundo tem valor garantido pelo grau de confiança que os mercados tem mas ações de seus bancos centrais. Mas nós não usamos essa moeda por opção, mas por imposição forçada.
    Sem me extender demais nesse assunto, e por mais que em termos de volume o Bitcoin não seja a moeda mais popular do mundo, ele já supera, como você mesmo citou, o volume de negociação de países inteiros. O lastro do Bitcoin é medido pelo volume de ativos vinculados à moeda (bem como o de qualquer outra moeda) sendo dessa forma tão real quanto seus Reais ou Dólares.

    Curtir

  2. Não Podemos nos esquecer que o Bitcoin é uma moeda deflacionária, ou seja, tem um limite de emissão. Não é um sulfite que se assina mais conforme a economia do país cresce. Se for aceito cada vez mais, será como o ouro é hoje. Tem um limite e quanto mais as pessoas querem mais se valoriza.

    Curtir

  3. Não sei onde conseguiu as informações, mas faço aqui uma correção:

    > “O número de transações diárias de câmbio envolvendo bitcoins é de 300 mil por dia”
    Segundo a blockchain.info, o numero de transações publicas entre entidades (não de cambio, que são transações dentro das bolsas e não são publicas) é de 300 mil, mas o valor médio das transações é alto. Em geral são transacionados entre 100 e 300 milhões de USD por dia.

    Além disso, a maioria das transações ocorrem “offchain”, ou seja, não são publicas, e ocorrem internamente dentro de uma instituição (dentro das bolsas, ou dentro dos provedores de “carteiras” online). Só a bolsa chinesa OKCoin (a de maior volume hoje no mundo) movimenta 6 milhões de BTC ao dia (cerca de 5 bilhões de dólares).
    O site https://exchangewar.info/ agrega as informações sobre as bolsas de bitcoin no mundo.

    O bitcoin não é uma moeda apropriada para microtransações, por isso a maioria das transações “pequenas” são efetuadas “offchain”, isto é, fora da blockchain (registro publico de transações), através de intermediários como carteiras online ou cartões de débito. Apenas transações de grande volume (em média 1 BTC como se pode inferir dos valores fornecidos pela blockchain.info) são feitos na blockchain e registrados publicamente.

    A parte que diz “geralmente vendidos por sujeitos de coque samurai que contam com vastas reservas de euros e dólares nas contas bancárias paternas.” não poderia estar mais errada. O sujeito que negocia usando bitcoins é um empresário oriental, fugindo das restrições cambiais impostas pelo pais dele, não um hipster ocidental sustentado pelos pais.

    Curtir

  4. José de Almeida

    Seguindo a analogia: suponhamos que eu, o cara que emite as folhas sulfite assinada, passe a gastar sem controle e emitir cada vez mais. Qual seria o meu limite? Eu poderia emitir quantas “moedas” quisesse. Isto geraria uma baita inflação e logo o papel não estaria valendo mais nada. Mas e se eu, invés de usar papel assinado, eu usasse por exemplo, um mistério raro, que tivesse alto custo para minerar, que se tornasse cada mais raro com o passar do tempo e, por fim, acabasse de vez? Pela sua escassez esta moeda seria cada vez mais valorizada. Óbvio que ela precisaria de confiança e isto só seria conseguido com tempo. Mas esta confiança não seria a palavra de alguém. Seria a certeza de sua escassez e que ela não seria falsificada. Pois a Bitcoin, grosso modo, é isto: algo cada vez mais escasso e, pela criptografia, impossível de se falsificar.

    Curtir

  5. Felizmente que as pessoas têm cabeça e que pensam por elas. Isto de dizer apenas o politicamente correcto é uma porra.

    Curtir

  6. A minha primeira impressão ao ler esse texto foi surpresa, é o tipo de texto que vi muito entre 2012 e 2014… Depois as idéias de todos foram se esclarecendo até um nivel minimo que é o que existe hoje em día sobre o bitcoin. A opinião expressada pelo Sr. Diretor, tão respeitavel como pode ser qualquer outra opinião, mas que me levou de volta a 2014, como se nada tivesse passado nesses anos… Eu ia comentar varias coisas, mas a maioria do pessoal aqui já fez isso, assim q n vou repetir esses argumentos.

    Tenho uma nitida sensação que o Sr. Diretor não é consciente das mudanças, acontecimentos e evoluções tanto da comunidade como do propio bitcoin, tanto como PROTOCOLO, como MOEDA e como MÉTODO DE PAGAMENTO. Não considero que seja adequado julgar algo que tem multiplas facetas, apenas por uma delas, infelizmente esse é o erro que o Sr. Diretor copmeteu, do mesmo jeito que muitos economistas, e incluso algum “guru” em economia, que em 2013/2014 declaram coisas como que o Bitcoin desapareceria em alguns meses, ou que os bancoas jamais estaríam interresados em Bitcoin, como tecnología ou moeda, ou que era impossivel que o bitcoin chega-se a valer mais de 100USD. Mas tudo bem, o tempo respondeu a estas perguntas, e fechou a boca da maioria desses criticos, por causa das suas analises incompletas. É uma pena que o Sr. Diretor, não estivesse atento para ter ouvido tudo isso.

    Curtir

  7. Fabio Alexandre

    quem quer ganhar biticoin acesse esse site http://freebitco.in/?r=2819608

    Curtir

  8. Talvez ajude a responder….
    Serviços de TI e Informática
    Dell – Empresa Mundial de Soluções Tecnológicas
    Microsoft – Empresa Mundial de Softwares e Soluções de TI
    Drall – Soluções em Tecnologia
    AppIdeias – Desenvolvimento de Sites e Aplicativos Mobile
    Hostinger – Hospedagem de Websites
    TargetHost – Hospedagem de Websites
    ChunkHost – Hospedagem de Websites
    HyperBit – Desenvolvimento de Software e Manutenção de Computadores
    MicroUm – Criação de Sites e Lojas Virtuais
    ETIST – Desenvolvimento e Hospedagem de Sites
    WebHaus – Hospedagem de Sites
    GrupoW – Sistemas para Internet
    Q2 Informática – Serviços de TI
    GV8 – Sites e Sistemas – Franquia de Desenvolvimento de Sites e Sistemas

    Lojas Virtuais
    Loja Geek Click – Loja Virtual para Nerds
    Da Lata Head Club – Loja Virtual de Produtos de Tabacaria
    Joox – Loja Virtual de Cartões de Visita Personalizados
    RiosGames – Loja Virtual de Games
    Piratas – Loja Virtual de Moda Alternativa Masculina e Feminina
    GoSkate – Loja Virtual de Skate
    Nowear Loja Virtual de Camisetas e Moletons
    Lojão Auto Center – Loja Virtual de Peças Automotivas
    LojaBit – Loja Virtual de Importados
    ergoSP – Loja Virtual de Móveis e Acessórios Ergonômicos
    Ultrafitness – Loja Virtual de Suplementos Alimentares
    DUODRIP – Loja Virtual de Camisetas e Moletons de Games
    PCFloripa – Loja Virtual de Informática
    QueroVinho – Loja Virtual de Vinhos
    TerceiraIdade – Lojas Virtuais de Produtos para Terceira Idade
    Serviços Financeiros
    BTCJam – Empréstimo de Bitcoins
    PagueComBitcoin – Pagamento de Boletos e Recarga de Celular
    Serviços de Marketing
    CodeTrends – Desenvolvimento Web e Marketing Digital
    Agência BMweb – Agência de Marketing Digital
    55bits – Agência de Marketing Digital
    ProduWeb – Desenvolvimento Web e Marketing Digital
    Negalize – Produtora Digital
    Minha Ideia – Agência de Publicidade
    NearFuture – Agência de Marketing Digital
    Serviços de Assistência Virtual
    Virtap – Assistência Pessoal Online
    Pousadas e Hotéis
    Pousada Luzes de Geribá – Pousada em Búzios
    Hostel Giramondo – Hostel em São Paulo
    JS Hostel – Hostel em São Paulo
    ONGs e Institutos Sociais
    Instituto do Gesto Bom – Instituto Social
    Loja Defesa – ONG em Prol da Campanha do Armamento

    Negócios Locais
    São Paulo

    SQUARE – Marcenaria e Design em São Paulo
    Qaz Street Art – Loja de Presentes em São Paulo
    Luz Calçados – Loja de Calçados em São Paulo
    Top Class Colchões – Loja de Colchões em São Paulo
    Renova Pele – Clínica de Estética em Jundiaí
    Pure Pilates – Studio de Pilates em São Paulo
    Eletro Ponto – Loja de Materiais Elétricos em Bauru
    Connect Net Gráfica Express – Gráfica em Campinas
    PrevetHome – Clínica Veterinária em São Paulo
    Rio Grande do Sul

    Krassmann & Ribas Advogados – Escritório de Advocacia em São Borja e Santo Ângelo
    Clínica INEURO – Clínica de Neurologia em Gravataí
    Minas Gerais

    Hospedaria ABP – Pensionato em Belo Horizonte
    Alquimia Orgânica – Produtos Naturais e Orgânicos em Lagoa Santa
    Paraná

    Método DeRose – Método DeRose em Londrina

    Games
    Twitch – Streaming de Games
    Turismo e Viagens
    OK Brasil – Operadora de Turismo
    Mercado Viagens – Pacotes de Viagens
    Outros Serviços
    Comédia Stand-Up – Ingressos de Comédias Stand-up
    BitVagas – Vagas de Emprego para Usuários de Bitcoin
    Humanize Ilustrações – Ilustrações para Construção Civil
    Tecnisa – Construtora
    Rockincomics – Ilustrador Freelancer
    Namoro Fake – Contrate um namorado(a) falso no Facebook

    Curtir