Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Bruno Garattoni Por Bruno Garattoni Vencedor de 13 prêmios de Jornalismo. Editor da SUPER.

Página revela os dados que o Google tem sobre você; confira

Por Bruno Garattoni Atualizado em 21 dez 2016, 09h41 - Publicado em 27 jun 2016, 19h46

googleQuando você usa um serviço do Google, qualquer um, aceita que ele armazene e use os seus dados. Ao longo do tempo, isso permite que o Google reúna informações a seu respeito. É bastante coisa – provavelmente bem mais do que você imagina. Agora você mesmo pode ver, acessando uma página que pouca gente conhece:  https://history.google.com/history/. Vale a pena fazer isso, pois você encontrará coisas surpreendentes – e também poderá, se quiser, desativar ou deletar certos itens.

Screen Shot 2016-06-27 at 6.43.04 PMO primeiro item da lista se chama Atividade na Web e de Apps, e reúne dois tipos de informação. Tudo o que você buscou no Google e, se você usa o navegador Chrome, uma lista com todos os sites que visitou (inclusive os que nada tem a ver com o Google e seus serviços). Sim: se você usa o Chrome, a sua navegação é monitorada. A justificativa disso é que, como a barra de endereços do Chrome tem buscador integrado, o Google precisa ficar vigiando o que você digita para detectar eventuais tentativas de pesquisa. Se o seu celular é Android, também aparece uma lista com todos os apps que você usou, e os horários em que abriu cada um. A relação inclui todos os apps, inclusive os não-Google, o que é questionável – é como se Microsoft e Apple monitorassem os softwares que você roda no seu PC ou Mac.

No item seguinte, Atividade de Voz e Áudio, você pode escutar todos os comandos de voz que já deu ao Google (geralmente, buscas que ditou no celular). É divertido, e não muito perturbador.  Depois vem um item chamado Informações do dispositivo, sem muito drama – é só uma lista em que dias e horários o seu celular se conectou aos servidores do Google para fazer backup. Beleza.

Screen Shot 2016-06-27 at 6.44.41 PMO próximo item, que se chama Histórico de Localização, é polêmico. Como a gente revelou em 2014, o Google mantém uma lista com todos os lugares onde você esteve – atualizada momento a momento, dia após dia, ano após ano. Basta andar com um celular (Android) no bolso. É um retrato bem preciso (e invasivo) da sua vida. No site, você pode ver o mapa com todas as suas andanças. E também desabilitar esse monitoramento – basta clicar em Pausar histórico de localização (em 2014, o único jeito era desligar os serviços de localização do celular, o que causava problemas com apps).

Para completar, há dois itens relacionados ao YouTube, listando os vídeos que você viu e procurou. Nada demais. Mas nosso passeio reserva uma última surpresa: a página Control your Google Ads. Nela aparecem os assuntos pelos quais o Google acha que você tem interesse (e utiliza para gerenciar banners publicitários). Sabe quando você pesquisa alguma coisa que está pensando em comprar, como sapatos ou uma geladeira, e subitamente todos os sites passam a mostrar aquilo? Aqui está o motivo.

Você pode desligar a personalização – o que pode reduzir a relevância dos anúncios, mas melhora a sua privacidade. Basta ir até o item Ads based on your interests e selecionar Off (para completar, entre em Control signed out ads e também selecione Off). Você receberá anúncios genéricos, cuja seleção só leva em conta critérios gerais, como a cidade em que você mora – e não utiliza dados pessoais coletados pelo Google.

Ufa, acabou. Ou melhor, quase. A lista não inclui dados coletados pelo Waze (que pertence ao Google) nem pelo Gmail – cujo banco de informações coletadas não pode ser acessado ou manipulado pelo usuário.

Continua após a publicidade
Publicidade