Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Fundo vermelho liso. Ciência Maluca Por redação Super Este blog não é mais atualizado. Mas fique à vontade para ler o conteúdo.

Alunos populares se saem melhor na carreira (e não os nerds)

Por Carol Castro Atualizado em 21 dez 2016, 10h07 - Publicado em 23 out 2012, 15h09

A revanche dos nerds? Isso non ecziste, já diria Padre Quevedo. Segundo pesquisa da Universidade de Chicago, os nerds não levam a melhor na vida adulta: os ~adolescentes populares~ do colégio ganham salários mais altos que eles.

Para chegar a esta conclusão, um grupo de economistas analisou os questionários respondidos, em 1975, por mais de 8 mil pessoas. Todas haviam concluído o ensino médio no ano de 1957 e tiveram de citar quem eram seus três melhores amigos naquela época. Os nomes mais citados subiam degraus no ranking de popularidade dos pesquisadores.

Aí eles avaliaram os ganhos profissionais de cada um deles nos 35 anos seguintes à formatura do colégio. E o pessoal pop ganhava até 2% a mais do que os nerds.  Quem não era nada popular, mas se tornou bastante “conhecidinho” até o fim dos anos de colégio conseguia os salários mais altos: 10% a mais do que os nerds inveterados.

Segundo os pesquisadores, essa galera popular vem de um “ambiente familiar mais acolhedor”. E, atenção, isso nada tem a ver com notas baixas. Parte da popularidade dos participantes vinha da inteligência, dos bons resultados nas provas e da facilidade em se comunicar. Diz a pesquisa que uma adolescência feliz é o treino para “se adequar socialmente e ser bem sucedido na hora de desempenhar os papéis de um adulto”.

Se não adianta nada ter popularidade e não botar a cabeça para pensar, o segredo é ser um nerd popular, né? (mesmo porque ser nerd tá na moda…)

Crédito da foto: bigbangtheory.wikia.com

Leia também:
Estudantes que bebem são mais felizes, diz pesquisa
Quer emagrecer? Coma doces no café da manhã
Pessoas bonitas parecem mais legais (mas não são)

Continua após a publicidade

Publicidade