Clique e assine a partir de 8,90/mês
Ciência Maluca Por Blog As pesquisas mais importantes para você compreender a sua vida - e as mais inusitadas para você entender todo o resto. Por Tiago Jokura

Amor cura os efeitos do estresse

Por Carol Castro - Atualizado em 21 dez 2016, 10h00 - Publicado em 3 dez 2014, 12h46

hugNão precisa ser amor de namorado. Amor de amigo basta. Na verdade, você nem precisa estar diretamente envolvido. Basta assistir a uma troca de carinhos para seu estresse ir lá para baixo.

Foi o que aconteceu com as 42 pessoas convidadas por pesquisadores da Universidade de Exeter, na Inglaterra. Eles tiveram os cérebros escaneados enquanto viam imagens de pessoas demonstrando sinais claros de afeto e amor. Em seguida, olharam para fotos de homens e mulheres com expressões raivosas – parte dos participantes só participou dessa segunda parte do experimento.

Entre os dois grupos, houve uma diferença importante: as amígdalas (região do cérebro responsável pelas emoções, como medo,e pelas reações ao estresse) de quem havia visto as imagens de carinho não reagiram aos rostos raivosos das fotos. Já os outros, mostraram sinais leves de alerta e estresse.

Segundo a pesquisa, ser lembrado sobre sentimentos de amor reduz a sensibilidade do cérebro frente a pequenas ameaças. E, por isso, pode permitir a ele funcionar ainda melhor em situações realmente estressantes.

Continua após a publicidade

Viu só como é fácil ficar menos estressado?

Crédito da foto: flickr.com/eflon/

Leia também:
Seus amigos são MESMO parte da sua família

Casamento deixa seu coração mais forte

6 curiosidades científicas sobre a amizade

Publicidade