Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Ciência Maluca Por Blog As pesquisas mais importantes para você compreender a sua vida - e as mais inusitadas para você entender todo o resto. Por Tiago Jokura

Amor deixa a comida mais doce

Por Carol Castro Atualizado em 21 dez 2016, 10h08 - Publicado em 12 nov 2013, 15h39

comendo1Ah, o amor. Só de pensar nele (mesmo se você não estiver mais apaixonado) sua comida fica mais doce.

Num experimento, pesquisadores da Universidade de Singapura dividiram voluntários em três grupos: um teria de escrever sobre um caso de amor, outros sobre uma situação em que sentiram ciúmes, e outros escreveriam sobre os principais problemas do país. Em seguida, todos ganharam sobremesa – e tiveram de classificar quão doce estava. Quem havia escrito sobre amor achou a comida bem mais doce do que os outros. E ciúmes não tinha nada a ver com amargura: quem escreveu sobre isso não sentiu um gosto mais amargo nos doces. Só achou tão doce quanto quem havia discutido os problemas de Singapura.

O palpite dos pesquisadores é que essa mudança no paladar seja culpa do sistema de recompensa do cérebro. Tanto o açúcar quanto o amor ativam o córtex cingulado anterior, uma região que desempenha um papel na antecipação da recompensa. “Portanto, é possível que, quando experimentamos um amor, o córtex cingulado ative representações associadas ao doce. E assim deixa o sabor mais doce, mesmo se não for de fato mais doce” explica a pesquisa.

Não é uma doçura esse tal de amor?

Crédito da foto: flickr.com/presta

Leia também:
Casais felizes engordam juntos
Amor deixa a comida mais gostosa
10 coisas cientificamente comprovadas que deixam você feliz

Continua após a publicidade
Publicidade