Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Ciência Maluca Por Blog As pesquisas mais importantes para você compreender a sua vida - e as mais inusitadas para você entender todo o resto. Por Tiago Jokura

Baratas rejeitam machos promíscuos

Por Carol Castro Atualizado em 21 dez 2016, 10h08 - Publicado em 18 abr 2012, 17h58

É, a vida dos machos “mulherengos” não anda muito fácil no mundo das baratas.

Segundo um estudo dos pesquisadores Edwin Harris e Patricia Moore, as baratas fêmeas preferem os machos mais recatados na hora do sexo.  Eles analisaram o comportamento das fêmeas da espécie Nauphoeta cinerea e perceberam que elas discriminam machos com uma longa lista de encontros anteriores. E não são os únicos descartados. Elas também rejeitam machos que já saíram com outras fêmeas e não conseguiram acasalar (afinal, deve ter algum problema com eles, né).

Essa seleção toda tem justificativa. As fêmeas não podem arriscar: há uma única chance de acasalar durante o ciclo reprodutivo. Se pegarem um macho com baixa fertilidade ou com espermatozoides exaustos, o acasalamento pode render poucas baratinhas (ou nenhuma). Para não ter erro, elas procuram os melhores machos reprodutores.

Não sei vocês, mas eu prefiro colaborar para que esses encontros entre baratas fêmeas e machos simplesmente não aconteçam. Sejam eles promíscuos ou não.

Continua após a publicidade

Crédito da foto: flickr.com/26633621@N04

Leia também:

Macacas usam sexo para subir na vida

Besouros australianos fazem sexo com garrafas de cerveja

Morcegos fazem sexo oral para prolongar a cópula

Continua após a publicidade
Publicidade