Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Ciência Maluca Por Blog As pesquisas mais importantes para você compreender a sua vida - e as mais inusitadas para você entender todo o resto. Por Tiago Jokura

Bêbados sobrevivem mais a acidentes

Por Carol Castro Atualizado em 21 dez 2016, 10h08 - Publicado em 28 nov 2012, 16h56

E se acidentam mais, provavelmente. Mas se você estiver bêbado, sofrer um acidente e conseguir chegar ao hospital antes de bater as botas, suas chances de sobreviver são maiores do que as dos pacientes sóbrios com problemas iguais aos seus.

Foi o que descobriu a pesquisa do professor Lee Friedman, da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos. Ele analisou os dados de mais de 190 mil pacientes que deram entrada nos hospitais do Estado de Illinois, entre os anos de 1995 e 2009, com algum tipo de traumatismo. Em todos os casos estudados, os médicos haviam feito exames para medir o nível alcoólico no sangue – e todos variavam de 0 a 500 mg/dl (miligramas/decilitro).

Os mais bêbados tinham até 50% a mais de chances de sobreviver, principalmente se algum objeto (tipo uma faca ou bala de revólver) tivesse penetrado no corpo e causado lesões internas, ou na medula, espinha e tronco.

O pesquisador não sabe explicar o motivo. Mas, pelo que tudo indica, quando o corpo se machuca e precisa desencadear uma porção de respostas fisiológicas, ele se sai melhor com álcool no sangue. “Depois de uma lesão, se você está intoxicado, parece existir um importante efeito de proteção. Quanto mais álcool você tem, maior é esse efeito”, explica Friedman.

Até é uma boa descoberta. E justo, afinal, gente bêbada corre mais risco de fazer besteira e se envolver em confusão. Logo, precisa mesmo de um pouco mais de sorte (ou seja lá o que for). Mas é bom não abusar dela…

Crédito da foto: flickr.com/icanteachyouhowtodoit

Leia também:
Cerveja faz bem para os ossos
Álcool pode te deixar mais esperto
Estudantes que bebem são mais felizes, diz pesquisa

Continua após a publicidade
Publicidade