Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Ciência Maluca Por Blog As pesquisas mais importantes para você compreender a sua vida - e as mais inusitadas para você entender todo o resto. Por Tiago Jokura

Carinho é mais importante para homens do que para mulheres

Por Thiago Perin Atualizado em 21 dez 2016, 10h01 - Publicado em 13 jul 2011, 14h45

Vivendo e aprendendo. Um estudo da Universidade de Indiana, nos EUA, entrevistou gente casada do mundo inteiro e constatou que, ao contrário do que estamos acostumados a pensar, é para os homens que abraços e beijinhos e carinhos sem ter fim (hein?) têm mais importância em um relacionamento, e não para as mulheres.

A pesquisa ouviu mais de mil casais – cerca de 200 em cada um de cinco países bem distribuídos pelo globo: EUA, Alemanha, Japão, Espanha e, opa, Brasil. Todos estavam casados ou morando juntos há, em média, 25 anos.

Para os homens que participaram do estudo, a felicidade no casamento estava diretamente ligada à frequência com que rolava uma troca de chamegos com a parceira. Mas para as mulheres, nem tanto. Elas, aliás, eram mais propensas a se declararem satisfeitas com a vida sexual do que propriamente felizes no casamento.

Olha aí: enquanto o homem quer abraço, a mulher só se importa com o sexo. Tsc, tsc.

Em matéria de felicidade conjugal, o ranking dos países que apareceram na pesquisa fica assim: Japão em primeiro lugar, seguido dos EUA, do Brasil, da Espanha e, por fim, da Alemanha.

O texto completo você encontra aqui. E aí, será?

Leia também:
Casais que falam como bebê são mais felizes
Comédias românticas estragam a sua vida
Homens são mais românticos do que mulheres

Continua após a publicidade
Publicidade