Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Ciência Maluca Por Blog As pesquisas mais importantes para você compreender a sua vida - e as mais inusitadas para você entender todo o resto. Por Tiago Jokura

Homens paqueram no trabalho por puro tédio

Por Carol Castro Atualizado em 21 dez 2016, 10h08 - Publicado em 25 abr 2012, 16h52

É o que diz a pesquisa do psicólogo Adrian Banks, da Universidade de Surrey, na Inglaterra. Ele pediu a 201 pessoas, entre homens e mulheres de 21 a 68 anos, que completassem um questionário sobre paquera no trabalho, satisfação profissional, desempenho no cargo atual e personalidade.

E aí ele descobriu que os homens insatisfeitos profissionalmente eram os mais galanteadores durante o expediente.

Outro questionário mostrou ainda que estes mesmos homens apresentam baixo nível de inteligência emocional. Ou seja, raramente conseguem entender os sentimentos de outras pessoas ou mesmo controlar os próprios sentimentos. E, por não conseguirem medir os excessos, não percebem quando a paquera começa a passar dos limites.

E esse “amor” todo, acredita o pesquisador, pode ser apenas tédio por conta da insatisfação com o trabalho. Vai que eles descolam um romance ou pelo menos uma paquera de leve para tornar o dia a dia no escritório mais feliz.

(Nota mental: nunca cair no papo dos colegas de trabalho insatisfeitos)

Continua após a publicidade

(Nota mental 2: onde se ganha o pão não se come a carne)

Crédito da foto: flickr.com/zsoolt

Leia também:

10 dicas científicas para fazer alguém se apaixonar por você

Música romântica deixa mulheres mais “facinhas”

Ter o coração partido pode matar

Continua após a publicidade
Publicidade