Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Ciência Maluca Por Blog As pesquisas mais importantes para você compreender a sua vida - e as mais inusitadas para você entender todo o resto. Por Tiago Jokura

Morar em regiões pobres aumenta a felicidade

Por Thiago Perin Atualizado em 21 dez 2016, 10h07 - Publicado em 19 jul 2010, 16h23

Que gente triste, né?

E aí, será que esse pessoal é triste?

Como escolher um lugar para morar com a certeza de ser feliz por lá? “Tem receita?”, você pergunta. Tem sim! (E pode ser vista como politicamente incorreta, mas é ciência.) Anota aí: escolha uma vizinhança rica, mas numa região bem pobre da cidade – é o conselho de pesquisadores da Universidade da Pensilvânia (EUA).

A impressão óbvia é que morar numa região pobre diminui a felicidade da pessoa, ao invés de aumentar, né? E sim, isso é verdade. Mas também há outra verdade a ser levada em conta, segundo os cientistas: comparar as próprias posses com as do vizinho e ver que estamos melhor de vida do que ele faz a gente se sentir bem (por mais feio que seja, é natural).

Então, seguindo essas duas verdades e cruzando dados do censo dos EUA, eles viram a tendência: o americano médio é mais feliz quando mora em vizinhanças de alto padrão (porque a qualidade de vida nelas é melhor), mas que ficam em regiões pobres (para poder se comparar aos outros – e gostar do que vê). Ou seja: é, somos mais felizes quando vivemos entre pessoas de classes sociais mais baixas. Mas desde que elas não estejam perto demais.

Continua após a publicidade
Publicidade