Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Fundo vermelho liso. Ciência Maluca Por redação Super Este blog não é mais atualizado. Mas fique à vontade para ler o conteúdo.

Pessoas sem religião são mais inteligentes

Por Carol Castro Atualizado em 21 dez 2016, 09h53 - Publicado em 22 ago 2013, 19h04

sheldon praying 1Essa é polêmica.

Três psicólogos americanos avaliaram 63 estudos sobre inteligência e religião realizados entre os anos de 1928 e 2000. E uma quantidade avassaladora deles apontava uma relação negativa entre crença e inteligência: apenas em 10 pesquisas os religiosos se saíram melhor em testes do que os não crentes.

Não se sabe ao certo por que os fiéis quase sempre levam a pior, mas os pesquisadores arriscam alguns palpites. Segundo eles, pessoas inteligentes tendem a se conformar menos e questionar mais os dogmas da igreja e, geralmente, adotam uma visão analítica das coisas, ao invés de seguir a intuição. Como crenças religiosas não podem ser testadas ou comprovadas pela ciência, esse pessoal deixa de acreditar.

Nem mesmo o aporte emocional oferecido pelas religiões atraem os inteligentes. Segundo a pesquisa, essas pessoas já dominam a arte do autocontrole, por exemplo. Então eles precisam menos dos benefícios da igreja.

Mas isso não quer dizer, necessariamente, que você é um espertão só por não acreditar em nada. Ou um tapado por ir à missa todos os domingos. “Eu tenho certeza que existem pessoas religiosas inteligentes e ateus pouco inteligentes por aí”, explica Jordan Silberman, um dos autores da pesquisa. “A pesquisa aponta para a média de inteligência dos religiosos e não religiosos. Mas isso não necessariamente se aplica a uma pessoa específica”.

E aí, o que achou da pesquisa? É bobagem ou faz sentido?

Leia também:
Religião faz o cérebro encolher
5 coisas que te deixam mais burro
Mascar chiclete deixa você mais esperto

Continua após a publicidade

Publicidade